Consumidor vai ajudar elétricas a pagar novo crédito

Dos bancos que participaram da primeira operação de empréstimo, apenas Merrill Lynch não entrou na segunda rodada

iG Minas Gerais |

Brasília. O Ministério da Fazenda informou nesta quarta que a segunda rodada de crédito às distribuidoras de energia, de R$ 6,58 bilhões, foi fechada nesta quarta, com a presença de 13 bancos. Entre as instituições que participarão dessa segunda rodada estão: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, Santander, BTG Pactual e Citibank, além do BNDES.  

Dos bancos que participaram da primeira operação de empréstimo, apenas Merrill Lynch não entrou na segunda rodada. Os novatos são BRB (Banco de Brasília, cujo maior acionista é o governo do Distrito Federal) e Banrisul (banco estatal do Rio Grande do Sul). O custo da segunda operação terá taxas de juros maiores que a primeira: 2,35% de juros mais taxa de CDI, custo que será repassado para o consumidor como encargos na conta de luz.

O primeiro financiamento, que colocou à disposição das distribuidoras R$ 11,2 bilhões, contou com uma taxa de CDI mais 1,9%. O Ministério da Fazenda informou que não estão previstas novas operações de crédito para o setor elétrico. Portanto, essa fechada nesta quarta foi a última com o aval do governo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave