Um “mineiro” em “Malhação”

Nascido em São Paulo, mas criado em Minas, ator se destaca no folhetim

iG Minas Gerais | vinicius lacerda |

Carisma. Guilherme Hamacek é um dos mais queridos do elenco de “Malhação Sonhos”
TV Globo/Divulgação
Carisma. Guilherme Hamacek é um dos mais queridos do elenco de “Malhação Sonhos”

Nos bastidores da Globo, mais especificamente no set de “Malhação Sonhos”, nome da temporada atual da novela teen da Globo, as gravações misturam seriedade e descontração. E um dos nomes mais comentados tanto atrás quanto na frente da câmera é o de Guilherme Hamacek, que dá vida a João. “Ele é muito querido, e seu personagem está crescendo na trama”, afirma uma das assessoras da Globo.

O que pouca gente sabe, pelo menos por aqui, é que o jovem de 21 anos cresceu e vivia em Minas Gerais, mais precisamente em Sete Lagoas. “Nasci em São Paulo, mas com uns dez meses de vida mudei para Minas”, conta ele.

Um dos motivos da mudança foi o falecimento da mãe. Depois disso, o pai resolveu morar próximo dos outros familiares que viviam em João Monlevade, também em Minas. Cresceu, e a carreira de ator logo entrou em sua vida. “Estava prestes a fazer 16 anos e sabia que deveria tomar um rumo na vida e decidi focar na carreira de ator, porque é um trabalho que me faz muito bem”, comenta Hamacek.

Assim, estudou teatro em Belo Horizonte por um bom tempo, mas acabou entrando no curso de jornalismo. “Escolhi comunicação para criar uma base de informações que pudessem me ajudar na carreira cênica”, justifica o ator. O quinto período da graduação, porém, foi interrompido quando recebeu a notícia de que havia passado na última fase do teste. “A segunda fase aconteceu no Rio de Janeiro e fiquei fazendo um workshop de uma semana com a Ana Kfouri (preparadora cênica). Foi uma excelente experiência, porque ela me instigou a achar o meu lugar como ator. Eu me senti bem em todo o teste e soube que a partir dali deveria investir ainda mais na carreira”.

Dividindo apartamento com o também ator da novela Jean Amorin, que interpreta Marcão, Guilherme está contente com sua nova vida e não planeja retornar tão cedo para as terras mineiras. “Quero ficar no Rio de Janeiro até quando não der mais, até quanto tiver trabalho para mim. Mas pretendo terminar a faculdade”, ressalta.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave