Vejo vocês no segundo turno, disse Campos ao deixar a TV Globo

Informação foi divulgada pelos jornalistas William Bonner e Patrícia Poeta que relataram os bastidores da entrevista com o presidenciável na edição do Jornal Nacional de terça-feira (12)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Na noite que antecedeu a sua morte, Eduardo Campos, esteve no estúdio da TV Globo, no Rio, onde foi entrevistado no "Jornal Nacional" pelos âncoras do programa, William Bonner e Patrícia Poeta.Em nota, os dois jornalistas descreveram os bastidores da entrevista e suas impressões do candidato.

"Conheci Eduardo Campos ontem", diz Bonner. "Como sempre acontece com os candidatos que entrevistamos, tivemos alguns minutos, antes de entrarmos no ar, para conversar. Estavam presentes assessores dele, a candidata a vice, Marina Silva, diretores do Jornalismo da Globo. Apesar da tensão natural de entrevistados e entrevistadores em momentos como aquele, ou talvez até mesmo por causa da tensão, buscamos assuntos amenos, que provocaram risos generalizados."

"Comentei que as perguntas que fazemos sempre são as necessárias, que não surpreenderiam os assessores dele. Eduardo Campos retrucou, sorrindo: 'o problema é quando surpreendem o candidato'. E todos riram quando Marina completou: 'o media training dele foi com o Miguel' -dando a entender que o candidato tinha dedicado grande parte do tempo ao filho caçula, de sete meses", conta Bonner.

Sobre a entrevista, Bonner diz que o candidato "demonstrou ter consciência do dever de prestar contas de suas ações e propostas com serenidade e cordialidade, mesmo diante de perguntas como as que fizemos e faremos com todos os entrevistados".

"Brinquei, dizendo que as horas que havia passado com Miguel lhe tinham sido úteis como preparação para o nosso encontro. O candidato sorriu. E, com voz firme, virando-se para Patrícia, despediu-se: 'vejo vocês no segundo turno!'."

Em sua nota, Poeta lamentou a morte do candidato. "É uma grande tragédia na história política do nosso país. Assim como milhares de brasileiros, estamos todos chocados".

Poeta diz que Campos parecia "tranquilo e seguro". "[Campos] chegou à nossa redação alegre. Brincou até, em relação à entrevista que iria enfrentar. Disse com muita simpatia: 'Eu sei que não tem moleza e não tem que ter'. E concluiu: 'Comigo... perguntou, eu respondo, porque o público percebe quando você está fugindo das perguntas'", contou a jornalista. "A última imagem que guardo daquela terça-feira [12] foi quando, ao se levantar da bancada, seguiu em direção à porta de saída do nosso estúdio, dizendo: 'Vejo vocês no segundo turno'. E foi embora sorrindo."

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave