Perdemos uma liderança jovem, lamentam FHC e Alckmin

Fernando Henrique Cardoso utilizou sua página oficial no Facebook para lamentar a morte de Eduardo Campos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lamentou em sua página no Facebook a morte do candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, de alguns de seus colaboradores e dos pilotos que estavam no avião que se acidentou nesta quarta-feira (13) em Santos (SP).

"Minha primeira reação é simplesmente emocional: que tragédia", escreveu FHC. "Não há palavras que amenizem as perdas. Ainda assim, expresso minhas condolências, meus sentimentos de tristeza e de pesar."

O ex-presidente afirmou ainda que sempre manifestou respeito a Campos e que a perda maior é do País. "No momento em que nós precisamos de líderes jovens e competentes, perdemos um dos melhores. Sua carreira nacional apenas se iniciava", afirmou.

Segundo o ex-presidente, fosse ou não eleito, Campos seria um líder para a renovação política que o Brasil "tanto precisa". "É uma perda irreparável", frisou.

Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deu uma breve coletiva na Prefeitura de Santos sobre a morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB) em um acidente de avião na cidade. "É uma tragédia que entristeceu todo nosso País. Quero, em nome da população de São Paulo, transmitir nossos sentimentos aos familiares de todas pessoas que perderam suas vidas", afirmou o governador.

"O Brasil infelizmente perdeu uma liderança jovem, promissora e que tinha muito a contribuir com nosso País", destacou Alckmin, dizendo que conheceu o presidenciável por intermédio de Márcio França (PSB), vice em sua chapa na disputa pelo governo de São Paulo.

Imbassahy

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antônio Imbassahy (BA), divulgou nota de pesar pela morte de Campos. "Uma tragédia se abateu sobre todos nós, hoje, com o desaparecimento inesperado e impensado de Eduardo Campos. O acidente aéreo vitimou não apenas um personagem da política nacional, mas uma grande personalidade brasileira", disse na nota.

Segundo Imbassahy, o País perde um "líder carismático, um guia, um homem de família, pai exemplar e marido amoroso". "Enfim, não tenho palavras para expressar tudo aquilo que estou sentindo, mas quero registrar meu profundo pesar e celebrar o legado que Eduardo Campos deixa para Pernambuco", diz a nota.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave