Neilton quer enfrentar Santos, mas prega paciência por chance

Ex-Peixe, atacante diz que sentirá “sabor especial” caso estreie contra clube que o revelou

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Neilton espera ganhar mais ritmo para poder mostrar o melhor do seu futebol no Cruzeiro
Cruzeiro/Divulgação
Neilton espera ganhar mais ritmo para poder mostrar o melhor do seu futebol no Cruzeiro

Nem o fato de estar sem jogar uma partida como profissional há quase dez meses tira o sorriso do rosto do jovem Neilton, atacante que espera uma oportunidade no concorrido e qualificado elenco do Cruzeiro. Apresentado como reforço celeste em meados de junho, o atacante de 20 anos falou, nesta quarta-feira, pela primeira vez em entrevista coletiva na Toca II. E antes de cada resposta dava uma risada, mostrando estar feliz no clube.

Se dizendo paciente, o jogador não escondeu a ansiedade por, quem sabe, uma oportunidade na equipe já diante do seu ex-clube, o Santos. O jogo está marcado para este domingo, às 16h, no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Estava comentando com a minha família sobre o quanto representa para mim jogar contra o Santos. Passei muita dificuldade lá pelas negociações que envolveram a minha saída do clube. Vamos esperar a hora certa, se tiver que ser contra o Santos (estreia pelo Cruzeiro), ficarei feliz”, disse.

Desde que chegou ao clube celeste, Neilton participou apenas de jogos-treino e um amistoso. Na intertemporada realizada nos Estados Unidos, o garoto entrou na vaga de Willian na vitória por 5 a 1 sobre o Miami Dade-EUA. Em uma partida diante do Valério, na Toca II, o atacante chegou a marcar um golaço.

No Campeonato Brasileiro o jogador foi relacionado apenas para duas partidas e sequer entrou em campo. Foi listado pelo técnico Marcelo Oliveira para os jogos contra o Figueirense, na 12ª rodada, e Botafogo, na 13ª.

“Fiquei bastante tempo parado. Vim para o Cruzeiro, me preparei nos Estados Unidos e faço trabalho na academia, de força. Estou à disposição. Sei que não vai ser fácil, a concorrência aqui é grande no ataque. Tenho que seguir me preparando, correndo bastante nos treinos para estar bem fisicamente e psicologicamente”, revelou o atacante.

“Estou paciente. Como disse, estou ansioso para estrear com a camisa do Cruzeiro. Vou esperar o meu momento para abraçar a oportunidade e estar sempre à disposição do Marcelo Oliveira”, completou.

Leia tudo sobre: CruzeiroRaposaneiltonestreiasantospacienciachancevontade