Petros é denunciado pelo STJD por agressão a árbitro

Se condenado, meia será suspenso por pelo menos 180 dias

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Se condenado, Petros será suspenso por pelo menos 180 dias
Reprodução/Facebook
Se condenado, Petros será suspenso por pelo menos 180 dias

O meia Petros foi denunciado nesta quarta-feira pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa da agressão ao árbitro Rafael Claus durante o clássico entre Corinthians e Santos, no último domingo, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Por ter empurrado de forma intencional o juiz, o atleta foi enquadrado no artigo 254, parágrafo 3, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e se condenado, será suspenso por pelo menos 180 dias.

Por meio de comunicado distribuído pela sua assessoria, o STJD enfatizou que não existe pena máxima para condenações deste artigo, sendo que há grandes chances de o atleta ser punido, tendo em vista o fato de que as imagens de TV deixaram claro que ele empurrou o árbitro pelas costas de forma acintosa já aos 18 minutos do primeiro tempo do clássico.

Apesar do empurrão, Claus não aplicou nenhuma punição a Petros durante o jogo por acreditar que havia sido tocado pelo corintiano em um encontrão acidental. Por isso, inicialmente sequer citou o ocorrido na súmula, na qual depois fez uma retificação, após assistir o VT da partida e constatar a agressão. Entretanto, a atualização da súmula nem era necessária pois a condenação pode ser baseada apenas em provas coletadas em vídeo, destacou o STJD nesta quarta.

SANTOS - Além de Petros, o Santos também foi denunciado pelo STJD nesta quarta-feira por ter infringido o artigo 213 do CBJD "ao não prevenir o arremesso de um copo para o gramado durante o intervalo do jogo" diante do Corinthians, informou o tribunal. Pelo fato de que o objeto lançado foi direcionado ao goleiro corintiano Cássio, o caso foi considerado grave e com isso o clube pode perder até 10 mandos de campo no Campeonato Brasileiro, além de receber uma multa de R$ 100 mil.

Para completar, o Santos ainda teve o volante Alison denunciado no artigo 250 do CBJD pela sua expulsão no confronto diante do Corinthians. Expulso após derrubar Elias e impedir um contra-ataque, ele pode pegar até três jogos de suspensão.

As datas ou a data única dos julgamentos de Petros, do Santos e de Alison ainda não foi anunciada pelo STJD. O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, que protocolou as denúncias envolvendo os clubes, disse que existe a possibilidade de o julgamento ser marcado já para a próxima semana.

Leia tudo sobre: corinthiansfutebolesportepetrospunicaoarbitroagressao