Forças Armadas ficam fora da política

Abadi, membro da coalizão de Maliki, que venceu as eleições legislativas de abril, foi nomeado pelo presidente Fuad Masum e tem 30 dias para formar um novo governo

iG Minas Gerais |

Bagdá. O atual primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, ordenou nesta terça que as Forças Armadas do país fiquem de fora da crise política do país, que escolheu nessa segunda um novo premiê para susbtituí-lo. Maliki é comandante-em-chefe das Forças Armadas iraquianas, e observadores temem que ele possa interferir na nomeação de seu sucessor, Haidar al-Abadi.  

“As Forças Armadas devem se manter à margem da crise política e continuar com suas tarefas militares e de segurança para defender o país”, disse Maliki, que segue à frente dos militares até que Abadi assuma o governo.

Abadi, membro da coalizão de Maliki, que venceu as eleições legislativas de abril, foi nomeado pelo presidente Fuad Masum e tem 30 dias para formar um novo governo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave