Arquitetos propõem parque em área

Segundo o arquiteto Marcelo Palhares Santiago, está provado que viadutos ficam congestionados pouco tempo após a construção

iG Minas Gerais | Aline Diniz |

Inspirados no High Line, parque suspenso de Nova York (EUA), os arquitetos do Instituto Lua Lab criaram um projeto conceitual que propõe a transformação da área que sobrou do viaduto Batalha dos Guararapes e da alça norte (devidamente escorada se assim entender a perícia técnica) em um parque, com árvores, bancos, ciclovia, pista de caminhada e área verde.  

Segundo o arquiteto Marcelo Palhares Santiago, está provado que viadutos ficam congestionados pouco tempo após a construção. “É melhor investir em mais linhas de ônibus, ciclovias e deixar de fazer grandes investimentos como viadutos, trincheiras e alargamento de vias, que ficam congestionados e enfeiam a cidade”, defende.

O “Parque Guararapes” – como foi chamado o projeto pelos arquitetos – pode trazer, de novo, qualidade de vida para as pessoas que sofreram com a queda do viaduto, principalmente para os vizinhos à obra.

Ideia. O arquiteto explicou, porém, que o projeto é um estímulo à discussão. O grupo Lua Lab não realizou uma pesquisa de viabilidade do parque. Palhares pontuou também que o instituto tem o intuito de apenas pensar soluções para a cidade. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave