Revista alemã divulga salários dos pilotos da F1 deste ano

Segundo a publicação, Alonso, Vettel e Raikkonen são os mais bem pagos desta temporada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Tetracampeão, Vettel é carregado por Nico Rosberg e Romain Grosjean
PÁGINA OFICIAL/FACEBOOK
Tetracampeão, Vettel é carregado por Nico Rosberg e Romain Grosjean

A revista alemã 'Forbes' divulgou nesta terça-feira os salários dos pilotos da Fórmula 1, na temporada 2014. Os mais bem pagos seriam Sebastian Vettel, da Red Bull, Fernando Alonso, da Ferrari, e Kimi Raikkonen, também da Ferrari. Cada um deles receberia 22 milhões de euros anuais (cerca de R$ 69,2 milhões). 

Único brasileiro da disputa, Felipe Massa está longe das primeiras posições. Com ganhos de quatro milhões de euros por ano (R$ 12 milhões), o piloto da Williams está na sétima posição. 

A Ferrari é a equipe que mais gasta, pois paga dois dos três melhores salários da categoria, totalizando 44 milhões de euros, cerca de (R$ 133,8 milhões). 

Confira a lista completa abaixo: 

1°. Sebastian Vettel/Red Bull – €$ 22 milhões (R$ 69,2 milhões)

2°. Fernando Alonso/Ferrari – €$ 22 milhões (R$ 69,2 milhões)

3°. Kimi Raikkonen/Ferrari – €$ 22 milhões (R$ 69,2 milhões)

4°. Lewis Hamilton/Mercedes – €$ 20 milhões (R$ 60,8 milhões)

5°. Jenson Button/McLaren – €$ 16 milhões (R$ 48,6 milhões)

6°. Nico Rosberg/Mercedes – €$ 12 milhões (R$ 36,5 milhões)

7°. Felipe Massa/Williams – €$ 4 milhões (R$ 12 milhões)

8°. Nico Hulkenberg/Force India – €$ 4 milhões (R$ 12 milhões)

9°. Romain Grosjean/Lotus – €$ 3 milhões (R$ 9 milhões)

10°. Pastor Maldonado/Lotus – €$ 3 milhões (R$ 9 milhões)

11°. Sergio Pérez/Force India – €$ 3 milhões (R$ 9 milhões)

12°. Adrian Sutil/Sauber – €$ 2 milhões (R$ 6 milhões)

13°. Kevin Magnussen/McLaren – €$ 1 milhão (R$ 3 milhões)

14°. Valtteri Bottas/Williams – €$ 1 milhões (R$ 3 milhões)

15°. Daniel Ricciardo/Red Bull – €$ 750 mil (R$ 2,2 milhões)

16°. Jean-Éric Vergne/Toro Rosso – €$ 750 mil (R$ 2,2 milhões)

17°. Jules Bianchi/Marussia – €$ 500 mil (R$ 1,5 milhão)

18°. Esteban Gutiérrez/Sauber – €$ 400 mil (R$ 1,2 milhões)

19°. Daniil Kvyat/Toro Rosso – €$ 250 mil (R$ 760 mil)

20°. Max Chilton/Marussia – €$ 200 mil (R$ 608 mil)

21°. Max Ericsson/Caterham – €$ 150 mil (R$ 456,3 mil)

22°. Kamui Kobayashi/Caterham – €$ 150 mil (R$ 456,3 mil)

A seguir, os gastos de cada equipe: 

1°. Ferrari/€$ 44 milhões (R$ 133,8 milhões)

2°. Mercedes/€$ 32 milhões (R$ 97,3 milhões)

3°. Red Bull/€$ 22,75 milhões (R$ 69,2 milhões)

4°. McLaren/€$ 17 milhões (R$ 51,7 milhões)

5°. Force India/€$ 7 milhões (R$ 21,2 milhões)

6°. Lotus/€$ 6 milhões (R$ 18,2 milhões)

7°.Williams/€$ 5 milhões (R$ 15,2 milhões)

8°. Sauber/€$ 2,4 milhões (R$ 7,3 milhões)

9°. Toro Rosso/€$ 1 milhão (R$ 3 milhões)

10°. Marussia/€$ 700 mil (R$ 2,1 milhões)

11°. Caterham/€$ 300 mil (R$ 912,6 mil)

 

Leia tudo sobre: Sebastian VettelFórmula 1F1Fernando AlonsosaláriosForbes