Seleção brasileira chega à Tailândia e já faz primeiro treino

Após 28 horas de voo, atletas começam trabalho para minimizar efeitos do fuso horário e reconhecer local das partidas

iG Minas Gerais | DÉBORA FERRIRA |

Zé Roberto Guimarães orienta atletas na primeira atividade em solo asiático
Divulgação/CBV
Zé Roberto Guimarães orienta atletas na primeira atividade em solo asiático

A seleção brasileira mal pisou na Tailândia e já teve seu compromisso na quadra. O grupo viajou por 28 horas para a Ásia onde disputará a próxima fase do Grand Prix, e após o almoço desta terça-feira, realizou o primeiro treino no local.

Segundo o preparador físico Fabio Correia, a atividade tem o papel de ajudar a minimizar os efeitos do fuso horário (são sete horas a mais no país), e não requer grandes esforços físicos.

“Quando passamos por uma viagem longa como essa, a ideia é arrumar o quanto antes a questão do fuso horário para as jogadoras terem uma boa noite de sono. Hoje, realizamos uma atividade leve, tranquila e sem uma grande demanda de esforço físico. O treinamento também foi importante para elas terem um primeiro contato com o ginásio oficial das partidas”, afirmou.

Esta semana o Brasil integra o grupo C, e jogará contra Estados Unidos, República Dominicana e as donas da casa, respectivamente. As partidas serão sexta, sábado e domingo, o que deixa um intervalo curto de preparação para as brasileiras.

“Estamos cansadas da viagem, mas a vida de atleta é assim. Temos que nos acostumar ao fuso o quanto antes e, por isso, o treinamento de hoje foi tão importante. Já estamos fazendo o nosso corpo funcionar no horário correto”, comentou a levantadora Fabíola.

O primeiro jogo será às  8h30 no horário do Brasil, o segundo, às 4h, e o terceiro, às 6h30. Todos serão transmitidos ao vivo pelo Sportv.

Leia tudo sobre: brasilseleção brasileiravôleigrand prixásiatailândiatreinof abio correiafabíola