Líder da FIGC promete novo técnico da Itália até segunda

Tavecchio deve anunciar novo treinador da Azzurra em breve; provável substituto de Prandelli é Conte, ex-técnico da Juventus

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Tavecchio deve anunciar Conte nesta segunda-feira
REPRODUÇÃO/FIGC
Tavecchio deve anunciar Conte nesta segunda-feira

Eleito novo presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC, na sigla em italiano) na última segunda-feira, Carlo Tavecchio iniciou o seu trabalho no cargo nesta terça e, ao deixar a sede da entidade, prometeu que irá anunciar o novo técnico da seleção da Itália nos próximos dias. O posto está vago desde que Cesare Prandelli pediu demissão no mesmo dia em que o time nacional foi eliminado pelo Uruguai na Copa do Mundo, em 24 de junho, quando Giancarlo Abete também renunciou à presidência da entidade.

Tavecchio confirmou ter conversado com Antonio Conte, que aparece como provável favorito a assumir o cargo após ter pedido demissão da Juventus, atual tricampeã italiana, de forma surpreendente. O dirigente, porém, afirmou ter procurado também outras opções para assumir a seleção italiana.

Ex-técnico do Manchester City, Roberto Mancini é outro nomes que está entre os candidatos ao posto, sendo que o anúncio oficial do escolhido poderá ocorrer na próxima segunda-feira, quando acontecerá reunião do conselho da FIGC.

"Acordei às 7 horas e imediatamente comecei a trabalhar. Falei com Antonio Conte e três ou quatro outros. Eu não tenho uma resposta definitiva, de outro modo, eu diria (quem será o novo técnico da seleção)", disse Tavecchio, que também preferiu não colocar Conte como nome mais forte para assumir o cargo. "É uma boa escolha, mas eu não falei apenas com ele. A escolha será feita antes de segunda-feira. Estou otimista para o futuro da federação e da Itália", completou.

Campeã do mundo em 2006, a Itália caiu na primeira fase das Copas de 2010 e 2014 e foi vice-campeã europeia em 2012. Prandelli vinha promovendo uma grande renovação na seleção após ter assumido o time nacional após o Mundial de 2010, mas o fracasso no Brasil acabou determinando a saída do treinador. O novo comandante a ser definido terá como próximos maiores desafios no cargo as Eliminatórias da Copa de 2018 e a Eurocopa de 2016.

Leia tudo sobre: prandellicontetecnicoitaliaazzurrafutebolesporte