Interesse de vender vaga será apurado

Quem não quer gastar com estacionamento acaba pagando flanelinha

iG Minas Gerais | Joana Suarez e Patrícia Medeiros |

O vereador Marcelo Aro (PHS) informou que vai apurar se a restrição do estacionamento no entorno do Mineirão foi motivada por venda casada do ingresso para o jogo e das vagas dentro da arena. “Se eles (BHTrans) não deixam parar perto do estádio, estão obrigando o torcedor a usar o estacionamento do Mineirão e pagar R$ 30, o que fere o direito do consumidor”, disse.

O administrador de empresas Bruno Vilaça, 33, sofre com a restrição. “Quando o estacionamento do estádio está cheio, paro em particulares e tenho que andar muito para chegar ao Mineirão. Está todo mundo revoltado”, reclamou. Para o engenheiro mecânico Marcelo Lemos, 33, a insegurança é grande, já que o carro é deixado longe do Mineirão e há o risco de assaltos. “Chego com uma hora e meia de antecedências para conseguir vaga em estacionamentos particulares mais seguros”, disse. Quem não quer gastar com estacionamento acaba pagando flanelinha. “Já cheguei a estacionar o carro próximo ao parque ecológico, andei por mais de 20 minutos e tive que pagar R$ 20 para o tomador de conta”, lembra o auxiliar de produção Josimar Rodrigues Barbosa, 27.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave