Tucano é o campeão de doações

Antonio Anastasia é o candidato ao Senado que mais recebeu dinheiro até agora: R$ 2,73 milhões

iG Minas Gerais | Larissa Veloso |

Cofrinho cheio. Entre todos os candidatos ao Senado, Anastasia foi o que mais recebeu doações
Leo Fontes - 17.12.2013
Cofrinho cheio. Entre todos os candidatos ao Senado, Anastasia foi o que mais recebeu doações

O ex-governador de Minas Gerais Antonio Anastasia (PSDB) foi o candidato ao Senado que mais arrecadou doações para a campanha em todo o Brasil, de acordo com a primeira prestação parcial de contas feita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram cerca de R$ 2,73 milhões, dos quais R$ 2,21 milhões foram doações feitas diretamente ao candidato, e R$ 520 mil foram recursos doados via diretório estadual do PSDB.

O maior doador da campanha do tucano é a JBS Fiboi, empresa do ramo alimentício. A empresa também doou R$ 5 milhões ao candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, e R$ 4,5 milhões à presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição. Com os candidatos aos diversos cargos e partidos em todo o país, a empresa gastou, no total, R$ 50,34 milhões. O segundo maior doador da campanha de Anastasia ao Senado é a Horizonte Construtora Ltda, que destinou, via diretório estadual do PSDB, uma quantia de R$ 150 mil. Em relação ao volume de doações, a assessoria do candidato afirmou, por meio de nota, que “o recebimento de doações de campanha pela coligação Todos por Minas obedece estritamente o que determina a legislação e, da mesma forma, também o é em relação à sua prestação de contas, regularmente entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O limite de gastos publicamente declarados é de R$ 20 milhões”. Ainda em nível nacional, Wilma de Faria (PSB-RN) aparece em segundo lugar no ranking dos candidatos ao Senado que mais receberam doações. Ela já recebeu um total de R$ 2,09 milhões em doações. OUTROS CANDIDATOS. Em Minas, apenas mais um candidato ao Senado declarou ter recebido recursos na primeira prestação de contas feita ao TSE. Geraldo Batata (PSTU) declarou ter recebido exatos R$ 7.034,48, em 13 doações do diretório estadual do partido, que variam de R$ 11 a R$ 4.500. Os demais candidatos declararam não ter recebido doações até o momento. A segunda prestação parcial de contas será divulgada pelo TSE a partir de 2 de setembro. 

Contraponto Zerado. O candidato do PMDB de Minas Gerais ao Senado, Josué Alencar, é filho e herdeiro do ex-vice-presidente José Alencar, reconhecido como um dos industriais mais ricos do país. No entanto, até agora, a campanha de Josué ainda não recebeu nenhuma doação, segundo os dados do TSE.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave