PM recebe 400 homens do interior para ajudar no despejo

Informação foi confirmada pelo major Gilmar Luciano, chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar (PM)

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Cidades - Moradores das ocupacoes Rosa Leao , Vitoria e Esperanca , na regiao da Granja Werneck , na regiao Norte de Belo Horizonte MG, se acorrentaram aos portoes do Palacio da Liberdade . O ato e uma forma de protestar contra o despejo das famílias que vivem nas ocupacoes da regiao conhecida como
AJL
Cidades - Moradores das ocupacoes Rosa Leao , Vitoria e Esperanca , na regiao da Granja Werneck , na regiao Norte de Belo Horizonte MG, se acorrentaram aos portoes do Palacio da Liberdade . O ato e uma forma de protestar contra o despejo das famílias que vivem nas ocupacoes da regiao conhecida como " Mata do Isidoro ". Foto

O contingente de policiais militares que participarão da ação de despejo dos moradores de três ocupações localizadas na Mata do Isidoro, na Granja Werneck, na região Norte de Belo Horizonte, será reforçado com a presença de 400 homens vindos de cidades do interior de Minas Gerais. A informação foi confirmada pelo chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar (PM), major Gilmar Luciano. 

"Nossa tropa foi reforçada com este 400 policiais militares que trabalharão juntamente com os outros 1.500 homens que já participariam da ação", informou o militar. Conforme ele, na tarde desta segunda-feira (11) os policiais passaram por um breve treinamento no Estádio Independência, no bairro Horto, na região Leste de Belo Horizonte, para receberem as instruções sobre o modo de ação no dia do despejo. 

O contingente inicial previsto para a operação, de 1.500 homens, era formado por policiais da 1ª, 3ª e 36ª regiões da PM, além dos batalhões de Eventos e Trânsito. A cavalaria, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e o comando aéreo também participarão da ação de despejo. O TEMPO havia recebido informações de que uma reunião da cúpula da PM teria acontecido nesta segunda. "Não houve qualquer reunião", garantiu o major Gilmar.

 

 

Leia tudo sobre: POLICIAIS MILITARESREFORÇODESOCUPAÇÃODESPEJO