Skaf parodia "Lepo Lepo" e Padilha usa músicas de torcidas

A versão do "Lepo Lepo" do racionamento de água em São Paulo tem crítica direta a Alckmin

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Candidatos ao governo paulista, Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT) intensificaram a campanha na internet com jingles que remetem a músicas de sucesso.

Enquanto o peemedebista investiu para repaginar o principal hit do carnaval deste ano, "Lepo Lepo", para atacar o governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) pela crise de abastecimento do sistema Cantareira, o petista decidiu propagar nove jingles criados e cantados por sua militância nos atos de rua, que reformulam letras de música famosas e cânticos de torcida de futebol.

Na peça publicitário de Skaf, o grupo baiano MP7 --que ficou famoso na internet exatamente por uma versão coral de "Lepo Lepo"-- canta e interpreta moradores de São Paulo que sofrem com as dificuldades de abastecimento.

A versão do "Lepo Lepo" do racionamento de água em São Paulo tem crítica direta a Alckmin, apesar de o candidato ter dito na semana passada que não usaria a ameaça de falta de água eleitoralmente.

A nova versão da música fala: "A água está acabando, está acabando e o problema aumentando e eu não sei o que fazer. O culpado já está aí há 12 anos e não soube resolver. A Cantareira secou de verdade, vou tomar banho no Tietê", afirma um dos versos.

Na sequência, a letra diz que Skaf vai resolver a crise. "No meu chuveiro não cai nenhuma gota, já não lavo minha roupa, não sei mais o que fazer. Não tenho água, não chega perto que está difícil minha situação. Vou tomar banho de caneco, cansei de lero, de promessa, quero Skaf, Skaf para fazer direito. Eu quero Skaf, eu tenho pressa, eu quero Skaf", completou.

PADILHA

Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de votos, Padilha optou por divulgar na internet um compilado de nove jingles criados por militantes durante as caminhadas de rua pelo Estado. No primeiro mês de campanha, o petista fez 15 caminhadas, principalmente pela Grande São Paulo, além de ter prestigiado eventos com sindicalistas, público alvo para conquistar votos e decolar a candidatura.

Patrocinados pelos militantes, as letras adaptam sucessos do axé, do Mamonas Assassinas, hinos das torcidas do Corinthians, do Flamengo e da seleção brasileira.

Em um dos "gritos de guerra", os petistas também atacam o governador: "Dança Alckimin, dança até o chão, aqui é o Padilha pra vencer a eleição. Dança Alckimin, dança até o chão, aqui é o Padilha pra vencer a eleição".

A adaptação corintiana fala em: "Aqui tem um bando de louco! Louco por ti Padilha! Aqueles que acham que é pouco, eu canto por ti Padilha, eu canto até ficar rouco! Eu canto para te empurrar, Então o quê? Vamo, vamo Padilha!". O candidato petista é torcedor declarado do clube paulista. Assista à versão de "Lepo Lepo" feita pela campanha de Skaf e ouça às músicas de Padilha abaixo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave