Cria da base, Mayke se inspira em ídolos para chegar à seleção

Titular contra o Criciúma, na última rodada do Brasileiro, lateral expõe idolatria por Maicon e Daniel Alves e aguarda lembrança de Dunga

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Lateral ganhará chance entre os titulares antes da pausa no Campeonato Brasileiro
Washington Alves/VIPCOMM
Lateral ganhará chance entre os titulares antes da pausa no Campeonato Brasileiro

A carência de bons laterais no futebol brasileiro é notória, por isto, quando um jogador de qualidade é revelado, observadores já ficam atentos ao desenvolvimento do atleta. O Cruzeiro possui um jogador com este perfil. Trata-se de Mayke, lateral-direito de 21 anos, já campeão brasileiro pelo time profissional e a grande aposta de Marcelo Oliveira no revezamento com o experiente Ceará, titular da equipe. Integrado em um processo de transição planejado pela comissão técnica, Mayke já se encontra totalmente adaptado às características do time e vem conquistando seu espaço. Agora, ele sonha com voos maiores e quer seguir trabalhando firme para, quem sabe, ser lembrado algum dia na seleção brasileira. “O que eu procuro fazer aqui no Cruzeiro é trabalhar firme, muito mesmo para um dia chegar à seleção. É um sonho de todo o jogador. Se eu for jogar um dia, eu vou ficar muito feliz. É verdade que o Brasil tem estas carências na lateral, e é sempre importante surgir novos nomes. Por isto, preciso continuar fazendo o meu trabalho para ser lembrado”, afirmou o jovem jogador. Mesmo de longe, Mayke acompanhou o desempenho da seleção brasileira na Copa. As atenções, claro, estavam voltadas para a lateral-direita. Naquele setor do campo, o cruzeirense viu seus ídolos Maicon e Daniel Alves falharem em várias oportunidades. Apesar da decepção, na visão de Mayke, a qualidade dos dois permanece a mesma. Eles são a inspiração da Raposa na luta pela amarelinha. “Para mim, o Maicon e o Daniel Alves são ídolos, eu sou muito fã deles. A Copa do Mundo é uma competição muito importante, a gente não sabe o muito bem o que aconteceu com o futebol deles. O que eu tenho a falar é que eu sempre vou ser fã, me inspiro muito neles para quem sabe um dia chegar à seleção”, concluiu o jogador, eleito o melhor lateral-direito da última edição do Campeonato Brasileiro. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave