Candidato quer metrópole no entorno de Confins e integração da polícia

Eduardo Ferreira (PSDC) apresenta propostas em plano de governo de uma página; no portal do TSE, documento está cortado e de cabeça para baixo

iG Minas Gerais | LUCAS RAGAZZI* |

Aposta. O advogado Eduardo Ferreira é a aposta do PSDC para a disputa do governo de Minas Gerais
PSDC/MG
Aposta. O advogado Eduardo Ferreira é a aposta do PSDC para a disputa do governo de Minas Gerais

Apesar de possuir apenas 1,1% das intenções de votos, segundo a pesquisa de 8 de agosto do instituto DataTempo/CP2, o candidato a governador Eduardo Ferreira (PSDC), de 40 anos, não possui pressa para tornar suas propostas conhecidas. Faltando menos de dois meses para as eleições, o advogado só lançará sua campanha na próxima sexta-feira (15).

Eduardo Ferreira, também conhecido como Dr. Eduardo, possui o menor plano de governo entre os candidatos ao Palácio Tiradentes, contendo, no arquivo enviado ao TRE, apenas 10 artigos para áreas como economia, cultura e meio ambiente.

Questionado se a diferença no número de propostas poderia prejudicar a campanha, o advogado afirmou que, em hipótese alguma, isso faria alguma diferença.

No dia 24 de julho, o blog Olho Neles mostrou que seria difícil para o eleitor acompanhar o plano de governo do candidato do PSDC, já que ele está cortado e virado de cabeça para baixo na página de divulgação do TSE. De acordo com o órgão, os documentos são publicados no portal da mesma maneira que são enviados pelas candidaturas.

Essa é a primeira vez que o PSDC lança um candidato para concorrer ao governo estadual. O postulante a vice-governador é o ex-prefeito de Viçosa, Raimundo Nonato também filiado ao partido.

Para Eduardo Ferreira, com um incentivo fiscal, por meio da diminuição ou isenção de impostos, seria  possível realizar uma expansão do comércio e abrindo fronteiras internacionais. Outra proposta de Eduardo Ferreira é a criação de uma metrópole no entorno do Aeroporto de Confins, obra que seria realizada através da parceria entre o governo estadual e os municípios da região.

“Promover  a criação de uma nova metrópole o entorno do Aeroporto de Confins, visando um novo dinamismo nas relações econômicas no Estado”, mostra trecho da diretriz.

No último mês, Eduardo Ferreira afirmou que sua principal motivação para a candidatura foi o sentimento de insatisfação instalado no Brasil desde as manifestações do ano passado.

A única menção à área da Educação está presente dentro das propostas para Cultura, onde uma 'transformação da visão cultura' possibilitaria um aumento do acesso ao meio e, assim, aumentando a qualidade da educação. 

Mesmo sem estar presente na lista de propostas, Eduardo Ferreira afirma que, para a Educação, pretende “valorizar o profissional da educação por meio do plano de carreira e ampliar a educação através de incentivos culturais”.

O candidato não colocou em sua prestação de contas, divulgada na última quarta-feira (6) pelo TSE, nenhum tipo de doação ou gasto na campanha. O limite de gastos para a corrida ao pleito é de R$ 1 milhão.

A penúltima proposta presente no plano de governo se refere à Segurança Pública, com a expansão da área e a integração das polícias às comunidades, fato que cuidaria da “saúde física e mental de ambos”.

Confira, na íntegra, a conversa com Eduardo Ferreira:

Apesar das campanhas eleitorais já terem se iniciado há quase 1 mês, se vê pouca coisa sobre sua candidatura no noticiário e nas redes sociais. Por quê

Resposta: Porque a nossa campanha será efetivamente lançada após o dia 15\ 08\ 2014.

Você tem viajado por Minas durante esse início de campanha? Para onde você já foi?

Resposta: Sim. Para várias cidades  do interior  de Minas Gerais, como  Pedro Leopoldo, Lagoa Santa, Jequitiba, Montes Claros, Santa Luzia, entre outros.

Seu plano de governo mostra, como primeiro ponto, a expansão das fronteiras ao comércio internacional. Como um governador pode auxiliar esse processo?

Resposta: Através de um incentivo fiscal , por meio da diminuição ou isenção de certos impostos ou taxas.        

Como se daria a construção de uma nova metrópole no entorno do Aeroporto de Confins? O próprio governo estadual iria financiar as obras?

Resposta: Se daria através da parceria entre o Governo do Estado e os Municípios situados em torno do aeroporto.          A única menção à área da Educação em seu plano de governo é na área da Cultura. Qual a sua proposta para a melhoria das condições das Escolas Estaduais e do Ensino Médio em geral?

Resposta: Valorizar o profissional da educação  por meio do plano de carreira e ampliar a educação através de incentivos culturais.          Como funcionaria a integração das polícias? Esse tipo de ação não iria retardar as ações de investigação da Polícia Civil?

Resposta: Não. A exemplo disso temos hoje, o Governo do estado , a policia integrada que age conjuntamente na busca da solução dos problemas que envolve a criminalidade.          Que tipo de ação do governo poderia garantir a produção ambiental e socialmente sustentável?

Resposta: Através de um incentivo maior por meio de parcerias públicos-privadas.          Seu plano de governo é consideravelmente menor do que o dos outros candidatos. Isso pode, de alguma forma, te prejudicar durante a campanha?

Resposta: Em hipótese alguma.                 Sua campanha será integrada à do candidato a presidente Eymael?

Resposta: Com toda certeza.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave