Levir elogia e exalta atuações de Jemerson e Pedro Botelho

Treinador apontou dupla de zagueiro e lateral-esquerdo como destaques no jogo, mas também ressaltou participação de Dátolo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

ESPORTES - BELO HORIZONTE -MG.LANCE DA PARTIDA ENTRE ATLETICO MG X PALMEIRAS, VALIDA PELA 14 RODADA DA SERIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2014.NA FOTO:

FOTO: DENILTON DIAS / O TEMPO / 10.08.2014
DENILTON DIAS / O TEMPO
ESPORTES - BELO HORIZONTE -MG.LANCE DA PARTIDA ENTRE ATLETICO MG X PALMEIRAS, VALIDA PELA 14 RODADA DA SERIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2014.NA FOTO: FOTO: DENILTON DIAS / O TEMPO / 10.08.2014

Embora o torcedor alvinegro tenha vibrado com a atuação de Tardelli, de Luan ou até mesmo de Dátolo, que marcou o segundo gol da vitória sobre o Palmeiras, por 2 a 1, no Independência, o técnico Levir Culpi foi na contramão e exaltou a postura do jovem zagueiro Jemerson e do lateral-esquerdo Pedro Botelho.

A dupla já sofreu com críticas por parte dos torcedores e ainda não conseguiu embalar na equipe titular, mas foi apontada pelo treinador como destaques e os dois “nomes” do Atlético nesta noite.

“O que achei mais interessante no jogo é uma coisa bem diferente: achei a atuação do Jemerson e do Botelho bem diferentes. Não esperava que fosse o Pedro fosse correr tanto pela lateral, já que o cara estava voltando de lesão. Treinamento é treinamento e jogo é jogo. Os dois estão de parabéns, pela categoria que mostram acho que os dois são ótimos jogadores. Os destaques para mim foram os dois jogadores na partida”, disse ele.

Questionado após o jogo sobre a participação do argentino Dátolo, Levir disse que ele também poderia ser apontado como um dos melhores em campo não só pelo gol marcado.

“O Dátolo tem melhorado muito quando está entrando, está jogando bem porque não tem posição fixa e roda muito. Hoje foi decisivo e eu poderia até colocá-lo também como destaque do jogo, porque ele teve realmente uma participação efetiva do jogo”, completou o treinador.

Leia tudo sobre: atléticogalolevir culpiindependênciapalmeirasvitóriapedro botelhojemersondátologol