Canoísta Isaquias supera frustração e fatura bi mundial

No C1 500 metros, brasileiro superou competidores alemães e checos e ficou com medalha de ouro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Isaquías conquistou lugar mais alto do pódio do C1 500 metros no Mundial
CBCa/Reprodução
Isaquías conquistou lugar mais alto do pódio do C1 500 metros no Mundial

O brasileiro Isaquias Queiroz conseguiu superar em grande estilo a decepção de ter ficado fora do pódio do C1 Masculino 1000 metros no Mundial de Canoagem, realizado em Moscou, ao sofrer uma queda no final da prova, no último sábado. Afinal, neste domingo, no último dia de competições, ele conquistou o bicampeonato do C1 500 metros.

Além disso, também neste domingo, Isaquias faturou a medalha de bronze com Erlon de Souza no C2 Masculino 200 metros. Já Valdenice Conceição também conquistou o bronze no C1 Feminino 200 metros, garantindo a primeira medalha da canoa feminina brasileira em mundiais.

Na final do C1 500 metros, Isaquias completou a distância em 1min47s916. O alemão Sebastian Brendel ficou em segundo lugar, com 1min49s433, enquanto o checo Martin Fuksa garantiu a terceira colocação, com 1min49s726.

"É um pouco de felicidade e tristeza pela fatalidade que aconteceu ontem, mas levantei a cabeça, com meus amigos e todo mundo me fortalecendo. Vim focado e estou aqui subindo no pódio” disse o brasileiro.

No C2 Masculino 200m, Isaquias e Erlon de Souza ficaram em terceiro lugar, com o tempo de 36s064. A medalha de ouro foi garantida pelos russos Ivan Shtyl e Alexey Korovashkov, com 35s350, seguidos pelos alemães Robert Nuck e Stefan Holtz, com 35s706.

"É uma sensação maravilhosa (ser medalhista). Treinamos poucas vezes juntos, mas o resultado mostra que temos futuro. Com o Isaquias minhas características mudam um pouco em relação aos 1000m. Com ele forço bastante meu limite nos 200 metros”, disse Erlon.

Já Valdenice Conceição faturou a medalha de bronze no C1 Feminino 200m com o tempo de 47s099, atrás apenas da canadense Laurence Vicent-Lapointe, a campeã, com 46s419, e da búlgara Staniliya Stamenova, a segunda colocada, com 46s977."Ano passado cheguei em quarto e este ano peguei o bronze. Treinei muito e espero que venham mais medalhas nos próximos campeonatos”, disse a brasileira.

Também neste domingo, Andrea de Oliveira e Angela da Silva chegaram em quinto lugar na final do C2 Feminino 500 metros. Erlon de Souza e Ronilson Oliveira terminaram na oitava posição no C2 Masculino 1000 metros.

Leia tudo sobre: canoagemisaquíasmundialc1 500 metrosout