Chapecoense e Figueirense duelam para fugir da degola

Separadas por cinco pontos na tabela de classificação, equipes encaram o duelo como confronto direto para fugir da zona de rebaixamento

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

SP - BRASILEIRÃO/SÃO PAULO X CHAPECOENSE - ESPORTES - Ricardo Conceição (c), da Chapecoense, comemora após marcar gol em partida contra o São   Paulo, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio do Morumbi, em São   Paulo, neste sábado (19).   19/07/2014 - Foto: MARCELLO ZAMBRANA/INOVAFOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
SP - BRASILEIRÃO/SÃO PAULO X CHAPECOENSE - ESPORTES - Ricardo Conceição (c), da Chapecoense, comemora após marcar gol em partida contra o São Paulo, válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio do Morumbi, em São Paulo, neste sábado (19). 19/07/2014 - Foto: MARCELLO ZAMBRANA/INOVAFOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A luta de Chapecoense e Figueirense contra a degola ganhou contornos de rivalidade estadual na 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, às 18h30, o time do oeste catarinense joga em casa pela terceira vez seguida e, após vitória sobre Flamengo e empate com Atlético Mineiro, recebe o clube da capital na Arena Condá, em Chapecó (SC). Separadas por cinco pontos na tabela de classificação, as equipes encaram o duelo como confronto direto para fugir da zona de rebaixamento.

No 12° lugar, com 15 pontos, a Chapecoense conta com o apoio da torcida para manter o embalo no torneio e chegar ao terceiro jogo de invencibilidade. A fim de abrir vantagem para o Coritiba primeiro clube a figurar na zona do rebaixamento, o volante Dedé mantém os pés no chão antes de pensar na vitória. "O jogo é importante para nós. Sabemos que nossa disputa é contra os times que estão atrás da gente na tabela, na briga pela permanência na Série A. É o chamado duelo de seis pontos", analisou.

Para escalar a equipe, o técnico Celso Rodrigues tem apenas uma dúvida. Com dores na perna direita desde a partida contra o Atlético Mineiro, o lateral-esquerdo Neuton ficou fora dos treinamentos da semana e deve ser desfalque. Disputam a vaga Ednei, que atuou improvisado na última quarta-feira, e Rodrigo Biro.

Se para a Chapecoense o duelo vale "seis pontos", que dirá para o Figueirense. Na 18.ª colocação, com 10 pontos, o time espera repetir a boa atuação da última rodada, na vitória sobre o Sport para sair da zona da degola. "Sabemos que jogar em Chapecó é complicado, mas temos condições de vencer se mantermos a pegada e o ritmo com que jogamos o último jogo", disse o zagueiro Marquinhos.

Durante a semana, o técnico Argel Fucks perdeu dois dos seus titulares por lesões e terá que modificar a equipe que venceu o clube rubro-negro pernambucano. Sem o volante Paulo Roberto, com dores na coxa esquerda, o jovem Dener herda a vaga no meio de campo. Com problemas na região dos glúteos, o zagueiro Thiago Heleno é dúvida e poderá ser substituído por Nirley.