Impasse estagna negociação e Bolaños se afasta do futebol brasileiro

Segundo diário costarriquenho, jogador quer seguir no futebol europeu; nos bastidores, diretoria alvinegra diz desconhecer 'suposto' agente brasileiro do atleta

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

undefined

Especulado no Atlético, o meia Cristian Bolaños não estaria disposto a se transferir para o futebol brasileiro. Pelo menos esta é a informação do jornal "Al Día", da Costa Rica. De acordo com o periódico, uma fonte próxima ao jogador afirmou que o objetivo do atleta é seguir no futebol europeu. Em entrevista ao jornal costarriquenho, Luciano Couto, agente brasileiro autorizado por Bolaños para negociar no mercado brasileiro teria declarado que a transação estava em "ponto morto".

Uma reunião na última sexta-feira seria decisiva para selar o acordo, mas o jogador não deu a resposta para o clube alvinegro. Na Costa Rica, Bolaños vem se mantendo recluso, mas afirmou que seu futuro será decidido o quanto antes. A expectativa é que este anúncio saíria entre quarta e sexta da última semana. 

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o diretor de futebol do Atlético, Eduardo Maluf, e o dirigente foi categórico ao falar que sequer conhecia Luciano Couto, o agente autorizado de Bolaños. "Eu nunca ouvi falar deste cara. Ele não está negociando com o Atlético, ele não pode falar pelo Atlético, nem que está em contato conosco. Tem que ligar para a Costa Rica e saber quem é que responde pelo jogador", disse o dirigente. "Além do mais, a gente não fala de negociação", completou o dirigente.

Após tentativas seguidas, Luciano Couto atendeu o contato da reportagem. O agente se esquivou da polêmica com o Atlético e até chegou a pedir um novo prazo para a situação de Bolaños. "Se ele (Maluf) está falando que não teve contato, quem sou eu para falar algo. A gente não se conhece tanto. Não tenho nada a dizer sobre isto (reunião na sexta-feira). O que eu sei é que eu mantenho contato direto com o atleta, e ele está livre no mercado", disse.

"Se a postura da diretoria do Atlético é esta (não falar sobre o caso), também vou ficar assim. Não tenho a mínima ideia do que saiu no jornal da Costa Rica. Peço que vocês (jornalistas) voltem a me procurar na terça-feira. Aí sim vamos ter uma resposta", completou.

Bolaños se destacou com a camisa da Costa Rica durante a Copa do Mundo no Brasil. Ao lado de Bryan Ruiz, Keylor Navas e Joel Campbell, o meio-campista foi um dos líderes da equipe caribenha, que chegou às quartas de final do Mundial.