Palestinos aceitam nova oferta de cessar-fogo de 72h

Decisão teve como objetivo trazer os israelenses de volta à mesa de negociação; em pelo um mês de combates, mais de 1.900 palestinos foram mortos

iG Minas Gerais | Da redação |

Negociadores palestinos disseram neste domingo, 10, que aceitaram uma proposta do Egito para uma nova trégua de 72 horas com Israel, abrindo o caminho para uma possível retomada das negociações para um cessar-fogo de longo prazo na Faixa de Gaza. Israel havia deixado as negociações de um cessar-fogo na sexta-feira, 8, depois de militantes terem retomado o lançamento de foguetes contra o sul de Israel após o fim da trégua de três dias. A decisão deste domingo teve como objetivo trazer os israelenses de volta à mesa de negociação. Israel ainda não havia respondido. "Estamos aqui para buscar um acordo. Não podemos ter um acordo sem conversações, então aceitamos a proposta egípcia de um cessar-fogo de 72 horas para retomar as conversações", disse um negociador palestino. Ele, juntamente com outros negociadores palestinos que confirmaram a decisão, falaram em condição de anonimato porque não estão autorizados a discutir o processo com meios de comunicação. Em cerca de um mês de combates, mais de 1.900 palestinos foram mortos, dentre eles centenas de civis, quase 10 mil ficaram feridos e milhares de casas foram destruídas. Sessenta e sete pessoas foram mortas do lado israelense, dentre eles três civis.

Agência Estado

Leia tudo sobre: cessar-fogonegociaçõesisraelpalestina