Faltará “it” nas urnas em outubro

Contudo, transformar um “embrião” em “carismático nato” demandaria tempo e investimento pesado em marketing pessoal

iG Minas Gerais | Raquel Ayres |

Na avaliação do sociólogo Rudá Ricci, nenhum dos atuais candidatos a presidente tem carisma. “Por isso os eleitores estão tão indecisos”, assegura. “A população quer líderes carismáticos, mas os partidos não oferecem isso” , cutuca.  

Mesmo o tucano Aécio Neves, que passa a imagem de jovialidade, não teria esse “it”, segundo o especialista. “Aécio não tem carisma a não ser em nicho específico. Ele tem o perfil da classe média. É sofisticado, ostenta dinheiro e o gosto por bons hotéis, restaurantes”, avalia.

Já a presidente Dilma Rousseff (PT) tem uma imagem de “gerentona” que passa longe do carisma, mas ela será mostrada como grande trabalhadora, mulher enérgica, firme, para compensar a falta de simpatia.

Rudá Ricci aponta o candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) como o que possui mais qualidades que se aproximam de carisma. Contudo, transformar um “embrião” em “carismático nato” demandaria tempo e investimento pesado em marketing pessoal, o que no momento Campos não tem disponível. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave