Um ex-atleticano terá a missão de trazer o ouro

Ex-jogador, que vai comandar o Brasil nos Jogos de 2016, aposta em resultado em longo prazo

iG Minas Gerais | Josias Pereira |

Carreira. Gallo é velho conhecido do futebol mineiro, já jogou no Atlético e treinou o Villa Nova
Rafael Ribeiro/CBF
Carreira. Gallo é velho conhecido do futebol mineiro, já jogou no Atlético e treinou o Villa Nova

Alexandre Gallo, 47 anos, ex-jogador de futebol e técnico desde 2003. Está sobre ele a responsabilidade de trazer o inédito ouro olímpico para o futebol brasileiro nos Jogos de Rio 2016. Mais do que isso, está com ele a missão de implantar uma nova mentalidade nas categorias de base da seleção pentacampeã mundial.

Solícito, o comandante atendeu a reportagem de O TEMPO logo após desembarcar em São Paulo. Ao lado do fiel escudeiro Maurício Copertino, Gallo retornava da Hungria, país que sediou o Campeonato Europeu Sub-19, torneio vencido pela Alemanha. Na bagagem, muito aprendizado e a certeza de que atitudes precisarão ser tomadas em um curto espaço de tempo. O Rio é logo ali, mas o Sul-Americano Sub-20 e o Campeonato Mundial, na Nova Zelândia, competições que serão disputadas no próximo ano, também estão batendo à porta. A convicção do treinador no planejamento, na unificação tática e no comprometimento dos atletas o faz crer que, apesar de todas as dificuldades, o trabalho poderá render bons frutos no futuro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave