Festa para Robinho em Santos

Já Mano Menezes conta com retornos de Paolo Guerrero e Jadson para tentar se manter no G-4

iG Minas Gerais |

Em ação. Técnico Oswaldo Oliveira observa Robinho durante treino da equipe do Santos ontem no CT Rei Pelé, na Baixada Santista
MAURICIO DE SOUZA/ESTADÃO CONTE
Em ação. Técnico Oswaldo Oliveira observa Robinho durante treino da equipe do Santos ontem no CT Rei Pelé, na Baixada Santista

A Vila Belmiro vai lotar neste domingo, às 16h, para o clássico entre Santos e Corinthians, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. E todos os olhares estarão voltados para Robinho, que retorna ao clube com o desejo de se aposentar na Baixada Santista, depois de passagens por Real Madrid, Manchester City, Milan e a esperança perdida de um dia ser eleito o melhor jogador do mundo. O Corinthians tenta estragar a festa preparada para o atacante para se manter no G-4 e deixar o rival distante desse grupo. Santos.

Os santistas ainda têm vivas na memória – e a esperança que se repitam – as imagens do garoto de 18 anos, pernas finas, partindo para cima de Rogério, das oito pedaladas, do pênalti marcado e convertido pelo atacante que aliava velocidade, técnica e ousadia, no segundo jogo da decisão do título do Brasileirão de 2002 contra o Corinthians, no Morumbi. Coube a ele abrir o caminho para que o Santos deixasse para trás os 18 anos de espera por um título. Depois daquela atuação de gala, Robinho enfrentou o Corinthians – há quem diga que é o seu time da infância, como continua sendo o do seu pai, Gilvan de Souza – outras oito vezes e em nenhuma delas saiu de campo derrotado. Foram oito vitórias e um empate.

O atacante Robinho, motivado e feliz com a volta para o Santos, não arrisca palpite para o jogo deste domingo, mas avisa que costuma dar sorte contra o Corinthians. É a segunda reestreia de Robinho depois de ter ido para o Real Madrid em 2005. A primeira foi diante do São Paulo, na Arena Barueri.

No Corinthians, o técnico Mano Menezes tenta tirar o peso de ter de enfrentar Robinho para se concentrar em como fazer a equipe voltar a jogar bem depois de dois jogos ruins: empate sem gols com o Coritiba e derrota por 1 a 0 para o Bahia, pela Copa do Brasil. “Não espero um milagre, mas o Corinthians tem capacidade para fazer um bom jogo”, disse. Recuperados de lesão, Guerrero e Jadson voltam à equipe. Sem Fagner, suspenso, Guilherme Andrade será o lateral-direito.

São Paulo

Recebe o Vitória. Sem vencer no Brasileiro há três rodadas, o São Paulo terá uma formação inédita para quebrar seu maior jejum na atual edição do torneio, no duelo com o Vitória, neste domingo, às 18h30, no Morumbi. A mudança proposta pelo técnico Muricy Ramalho está no meio de campo. Vai escalar pela primeira vez Souza, Denílson, Ganso e Kaká juntos. Assim, espera ter mais qualidade na troca de passes e também na marcação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave