Jogadores minam a arbitragem mas mantém foco na liderança

Árbitro deu falta em lance do gol de Marquinhos e assinalou impedimento na jogada que terminou no gol de Ricardo Goulart

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

SC - CRICIÚMA /CRUZEIRO /CAMPEONATO BRASILEIRO - ESPORTES - Partida entre Criciúma X Cruzeiro neste sábado pela 14ª rodada da série a do Campeonato Brasileiro 2014 no estádio Heriberto Hülse. 09/08/2014 - Foto: EDUARDO VALENTE/FRAME/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
SC - CRICIÚMA /CRUZEIRO /CAMPEONATO BRASILEIRO - ESPORTES - Partida entre Criciúma X Cruzeiro neste sábado pela 14ª rodada da série a do Campeonato Brasileiro 2014 no estádio Heriberto Hülse. 09/08/2014 - Foto: EDUARDO VALENTE/FRAME/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

Os jogadores do Cruzeiro sabiam que iria sem uma partida difícil no Sul do país, só não imaginavam que ela poderia ter a interferência do árbitro Jailson Macedo. "Fala para o juiz dar os dois gols que ele anulou aqui hoje. Mas agora é concentrar para o próximo jogo", reclamou Ricardo Goulart.

“A arbitragem deixou muito a desejar. É difícil não citar isso”, completou o zagueiro Dedé. "O importante no Brasileiro é somar pontos. A gente sabia que ia ser difícil aqui", reforçou o atacante Marcelo Moreno.

Foram dois lances polêmicos. No primeiro tempo, o arbitro deu falta de Ricardo Goulart em lance que acabou no gol de Marquinhos. No segundo, Marcelo Moreno não estaria em impedimento após o chute na trave de Éverton Ribeiro, que terminaria do toque para a rede de Ricardo Goulart.

“Nossa equipe tem de jogar contra os 11 e, em alguns momentos, contra os gols mal anulados. Mas temos time para reverter isso”, disse o colante Nilton.

A partir de agora, a Raposa começa a pensar no próximo adversário. No domingo, a equipe recebe o Santos,  de Robinho, no Mineirão. O técnico Marcelo Oliveira não tem jogadores suspensos para o compromisso.

Leia tudo sobre: CRUZEIROCRICIÚMA