Obama diz que operação no Iraque vai 'levar algum tempo'

Presidente norte-americano firmou que os EUA vão continuar a fornecer assistência militar ao governo de Bagdá

iG Minas Gerais | Da Redação |

Em entrevista coletiva concedida na manhã deste sábado (9), o presidente Barack Obama afirmou que os ataques aéreos americanos --realizados na tarde de sexta-feira nos arredores de de Irbil, no norte do Iraque-- destruíram armas e equipamentos que os insurgentes do Estado Islâmico poderiam usar para atacar Arbil, a capital curda do país. O presidente não declarou qual será a duração da operação em curso no Iraque, mas afirmou que não seriam apenas algumas semanas. "Isso vai levar algum tempo", disse. Ele também afirmou que os EUA vão continuar a fornecer assistência e consultoria militar ao governo de Bagdá e às tropas curdas, mas salientou repetidamente a importância de o Iraque formar seu próprio governo inclusivo. Na última quinta-feira (7), Obama autorizou exército norte-americano a conduzir ataques direcionados contra militantes do Estado Islâmico. Também autorizou lançamentos aéreos de assistência humanitária para evitar o que chamou de um potencial "genocídio". Durante a coletiva, o presidente dos EUA anunciou também que França e Reino Unido devem somar esforços de ajuda humanitária. Em observações de sábado, Obama descreveu os próximos passos, incluindo a criação de um corredor seguro para os Yazidis para sair da montanha. Ele também disse que as operações de longo prazo deve incluir o combate ao terrorismo.  

Leia tudo sobre: barack obamairaqueestados unidosbombardeiosbagdáestado islâmico