Candidatos ao Planalto privilegiam Sudeste no primeiro mês de campanha

Nesse período, o campeão de deslocamentos pelo país foi o presidenciável do PSB, Eduardo Campos

iG Minas Gerais | Da Redação |

Região que concentra a maior fatia do eleitorado, o Sudeste foi o destino mais visitado pelos três principais candidatos à Presidência no primeiro mês de campanha eleitoral, completado nesta quarta-feira (6). Nesse período, o campeão de deslocamentos pelo país foi o presidenciável do PSB, Eduardo Campos, que ocupa o terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. O ex-governador de Pernambuco viajou 36 vezes, para 31 destinos diferentes. O candidato do PSDB, Aécio Neves, aparece em seguida, com 26 viagens para 15 cidades em um mês. Atrás deles está a presidente Dilma Rousseff (PT), que lidera as pesquisas, com 12 viagens para fora de Brasília e dez cidades visitadas. No caso da petista, o levantamento não inclui agendas de campanha na capital federal, como a participação em duas sabatinas e a gravação de entrevista para TV. Sede dos três maiores colégios eleitorais (SP, MG e RJ), o Sudeste foi o destino de 16 viagens de Campos, 16 de Aécio e seis de Dilma. A região concentra 43% dos eleitores. Nesta semana, a presidente vai intensificar a presença em São Paulo, onde atinge 47% de rejeição, com dois compromissos ao lado do ex-presidente Lula. O Estado foi o mais visitado por Dilma no último mês três viagens. No maior colégio eleitoral, o PT enfrenta dificuldades para impulsionar o nome do candidato ao governo Alexandre Padilha, em terceiro nas pesquisas. Já Dilma, segundo o Ibope, tem 30% das intenções de voto em São Paulo, tecnicamente empatada com Aécio, que tem 25%. Coordenador da campanha de Aécio, o senador José Agripino Maia (DEM-RN) diz que as demais regiões deverão ser mais visitadas pelo tucano nos próximos meses. "Quando se começa uma campanha, você começa por onde as oportunidades se oferecem, e elas se ofereceram dentro dessa lógica [de priorizar o Sudeste]", afirmou. Aécio tem tido compromissos recorrentes ao lado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), favorito à reeleição. Os tucanos consideram o desempenho de Aécio no Estado fundamental para viabilizar sua ida ao segundo turno. Menos conhecido entre os três principais candidatos, Campos acompanhou os rivais na preferência pelo Sudeste, mas também deu destaque ao Nordeste: foram 12 viagens, contra três de Aécio e duas de Dilma. Nos eventos na região, ele tem se apresentado como 'único candidato nordestino' da disputa presidencial, na tentativa de fazer frente à vantagem que Dilma e o PT alcançam na preferência de seus conterrâneos. "É a primeira vez que ele participa de uma disputa presidencial, tem que colocar o pé na estrada", afirma o coordenador da campanha pessebista, Carlos Siqueira. DESCONHECIDO Mesmo assim, as viagens de Campos ainda não se traduziram em aumento do grau de conhecimento de seu nome entre os eleitores. Segundo pesquisa Datafolha de julho, 41% dos eleitores do país não o conhecem em abril, eram 42%. Aécio é desconhecido por 19% do eleitorado e Dilma, por 1%. A campanha do PSB diz aguardar o início do horário eleitoral, no dia 19, para que ele se torne mais conhecido. Menos visitada pelos três candidatos nesses 30 dias, a região Norte foi destino de duas viagens de Dilma. Aécio programou sua estreia na região para o próximo fim de semana, quando deverá visitar Manaus e Rio Branco. Campos ainda não tem previsão de quando irá.  

Leia tudo sobre: eleiçãoeleições2014dilma rousseffaécio neveseduardo campos