Corpo encontrado em lago de Zurique pode ser de estudante brasileiro

Jovem que faz parte do programa de mestrado no curso de Ciências da Computação está desaparecido desde o último sábado (2)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um corpo foi localizado no lago Zurique, em Zurique (Suíça), local onde o estudante Matheus Henrique Marioto, de 23 anos, desapareceu no último sábado (2) durante uma festa de música eletrônicas às margens do lago, conhecida como Street Parade. A informação foi repassada nesta sexta-feira (8) à família do estudante pelo consulado do Brasil em Zurique, de acordo com a assessoria da Unesp em São José do Rio Preto (438 km de São Paulo), onde o jovem fazia parte do programa de mestrado no curso de Ciências da Computação.

De acordo com a assessoria, com o comunicado, a família do jovem desistiu de ir para a Europa acompanhar as buscas. Em nota, o Itamaraty informou que a identificação do corpo poderá ser feita até a próxima terça-feira (12).

"Os pais do Matheus preferiram não viajar até terem certeza de que o corpo encontrado é dele ou não", informou a assessoria da Unesp, que está ajudando os parentes.

Durante toda a semana, a polícia suíça realizou buscas de barco com equipes de mergulho pelo lago que, em alguns pontos, chega a mais de 100 metros de profundidade. Mas de acordo com a imprensa local, o corpo teria sido encontrado pelo proprietário de um barco.

As investigações estão sendo acompanhadas pelo consulado brasileiro na Suíça e pelo Itamaraty. De acordo com informações da polícia suíça, apesar se estar irreconhecível, as características físicas do corpo encontrado são semelhantes ao do estudante.

Um promotor de Justiça local foi designado pelo consulado brasileiro para ir até o apartamento onde o estudante morava na Alemanha para colher material genético do estudante e efetuar o exame de DNA.

O exame pode levar alguns dias, já que a Justiça de Zurique precisa de autorização do governo alemão para entrar na casa do estudante.

Leia tudo sobre: Desaparecido na Suíça