Jô desconversa sobre suposto atraso de salário

Informações de bastidores dão conta de que o Atlético está devendo dois meses de pagamentos aos funcionários.

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA E THIAGO PRATA |

Justamente nesta sexta-feira, quando completou-se um ano do anúncio da venda do meia-atacante Bernard, transferido ao Shakhtar Donetsk-UCR, surgem rumores de que o Atlético está com dois meses de salários atrasados.   Questionado nesta sexta se isso é verdade, o atacante Jô desconversou e disse que está focado apenas na partida de domingo, contra o Palmeiras.   “Esse assunto (salários) é da diretoria. O jogador tem de se concentrar. Essa parte burocrática é a diretoria que resolve. Se tiver salário atrasado, o trabalhador tem de fazer o seu papel e deixar a diretoria resolver”, declarou o centroavante.   A assessoria de imprensa do Galo disse que não sabe qualquer informação a este respeito. A reportagem tentou contato com a diretoria, mas não obteve exito.   Se este atraso for verdade, é impossível não relembrar da venda de Bernard, já que boa parte dos R$ 77 milhões da transação segue retida pela Fazenda Federal – cerca de R$ 36 milhões. O Atlético teria direito a 80% do valor total da venda.

Leia tudo sobre: AtleticoGalo