Obra na BR–381 vai ligar o Jardim Petrópolis ao centro

Intervenção na Fernão Dias será totalmente paga pela Autopista, assim como a desapropriação de terrenos próximos ao KM 494; prazo para execução é de 11 meses

iG Minas Gerais | José Augusto Alves |

Obra, aguardada há 30 anos, começou nessa semana e deve durar cerca de 11 meses
João Lêus
Obra, aguardada há 30 anos, começou nessa semana e deve durar cerca de 11 meses

Aguardada por 30 anos pelos moradores do bairro Jardim Petrópolis, a obra de construção de um acesso que interligará o bairro ao centro da cidade pela avenida Bandeirantes finalmente saiu do papel. Começaram na última sexta-feira (1º) as intervenções no KM 494 da BR–381.

A obra será totalmente custeada pela Autopista Fernão Dias, concessionária que administra a rodovia, e estava prevista no contrato de concessão. Ao todo, devem ser gastos R$ 23 milhões, pagos integralmente pela iniciativa privada, sem ajuda do poder público.

O projeto prevê a construção de rotatórias e dois viadutos, além de vias marginais de acesso. “Nós iremos ‘levantar’ a BR–381, e as vias de ligação entre o bairro Jardim Petrópolis e a avenida Bandeirantes ficarão debaixo da construção. Os viadutos serão destinados ao tráfego da rodovia e terão cerca de mais ou menos um quilômetro de comprimento, com as três pistas de cada lado, como hoje”, explicou o diretor-superintendente da Autopista Fernão Dias, Helvécio Tamm.

Segundo ele, a elevação da rodovia foi o resultado de estudo para se fazer o melhor projeto. “Com os viadutos para a rodovia, nós vamos retirar a curva que tem ali, que é um local de vários acidentes, principalmente tombamentos de veículos. Então, com essa elevação, haverá uma correção no traçado da rodovia, resultando em mais segurança e diminuindo o risco de acidentes”, afirmou.

Com a decisão de fazer a elevação da rodovia, os custos com as desapropriações serão menores. “Vamos gastar menos com isso, porque, se fôssemos fazer os viadutos para ligar o bairro à avenida Bandeirantes, teríamos um custo muito maior e precisaríamos de maiores intervenções, devido à posição mais baixa que a avenida tem em relação à rodovia”, completou.  

Projeto Além dos viadutos, serão feitas duas rotatórias, uma de cada lado, que, além de interligarem o bairro ao centro, ainda servirão de retorno para quem trafega pela BR–381. Quem estiver vindo do centro de Betim para ir para Belo Horizonte, ou do bairro Jardim Petrópolis para São Paulo irá utilizar as faixas que ficarão debaixo dos viadutos. Haverá vias de acesso nas entradas e nas saídas em cada sentido. Além disso, até mesmo para quem estiver na BR e quiser fazer um simples retorno, vai ficar mais fácil, já que não precisará ir até a avenida das Américas.

Serão construídas ainda três faixas de acesso ao retorno e uma passagem para pedestres. Durante as obras, os motoristas vão passar por um desvio de cerca de 600 metros com duas faixas em cada sentido, que já deve começar a ser feito na semana que vem. Essas pistas serão para retirar o trânsito do trajeto original.

O diretor da Autopista ainda informou que o Metropolitan Shopping Betim já assinou o contrato com a concessionária autorizando o centro de compras a iniciar as intervenções para a construção do acesso viário ao shopping, que englobará uma trincheira, passagem para pedestres e vias marginais de acesso. A obra deve levar de seis a oito meses para ficar pronta.

“Serão duas obras ao mesmo tempo nesse trecho da rodovia. São intervenções muito importantes, e os transtornos são um mal necessário. Por isso, seria importante que os motoristas que trafegam pela BR–381 apenas de passagem, como os dos veículos pesados, utilizassem o Contorno de Betim (conhecido como Alça Viária) para diminuir os transtornos durante a execução das obras. O ideal seria que apenas os munícipes de Betim trafegassem pelo trecho em obras”, concluiu Helvécio Tamm.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave