Líder dos rebeldes pró-Rússia deixa comando no leste da Ucrânia

Alexander Borodai é apontado como homem próximo dos serviços de inteligência da Rússia e um "mentor" dos rebeldes

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O líder do grupo separatista na cidade ucraniana de Donetsk, Alexander Borodai, anunciou nesta quinta-feira (7) a renúncia ao cargo.

De origem russa, ele informou que passará a função de "primeiro-ministro" da chamada "República Popular de Donetsk", como os rebeldes denominam a região controlada por eles, a Alexander Zakharchenko, um cidadão local.

Alexander Borodai é apontado como homem próximo dos serviços de inteligência da Rússia e um "mentor" dos rebeldes. Estava até agora comandando as operações no leste da Ucrânia e era uma espécie de porta-voz desde abril.

No período, teria várias vezes viajado a Moscou. Antes de chegar à região de Donetsk, trabalhava como "consultor". Foi assessor de Sergei Aksyonov, nomeado comandante da Crimeia, península ligada à Ucrânia, mas anexada em março pela Rússia.

Não se sabe ainda qual é a estratégia dos rebeldes com o movimento de Borodai, que passa o cargo a um cidadão ucraniano, no caso, Zakharchenko.

Em entrevista dada nesta quinta (7) em Donetsk, Borodai disse que ocupou o cargo para gerir um momento de crise. Informou ainda que deve permanecer como "vice primeiro-ministro". Donetsk é a região mais tensa do conflito entre governo da Ucrânia e separatistas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave