Astro dos Estados Unidos, Donovan anuncia aposentadoria

Meia-atacante vai pendurar as chuteiras em dezembro, após o fim da temporada da Major League Soccer

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Donovan é um dos maiores jogadores da história do futebol estadunidense
Donovan é um dos maiores jogadores da história do futebol estadunidense

Pivô de grande polêmica quando foi cortado da seleção norte-americana que disputaria a Copa do Mundo, o meia Landon Donovan anunciou nesta quinta-feira que vai encerrar a carreira ao fim da temporada nos EUA. O jogador, de apenas 32 anos, se aposenta como o maior nome do futebol dos Estados Unidos em todos os tempos.

"Depois de muito pensar e de várias conversas com pessoas próximas a mim, decidi que este será o meu último ano como jogador profissional. Quero agradecer tanta gente por ter me inspirado, me guiado e me ajudado nessa incrível jornada. Eu simplesmente não poderia ter chegado onde cheguei sem a ajuda da minha família, de amigos e tantos outros", escreveu Donovan, em carta.

O meia disputou 14 temporadas da Major League Soccer, o campeonato norte-americano de futebol, com curtas passagens pela Europa, sempre por empréstimo entre uma temporada e outra da MLS. Foram duas passagens pelo Everton, da Inglaterra, e uma pelo Bayern de Munique, que não permitiram ao mundo conhecer o real nível competitivo do principal jogador da liga americana.

Pela seleção, fez 156 partidas (segundo com mais jogos), tendo anotado 57 gols e dado outras 58 assistências, sendo líder absoluto nas duas estatísticas. Na lista de feitos estão cinco gols em Copas do Mundo, a bola de ouro do Mundial Sub-17 de 1999 cinco prêmios de jogador do ano dos EUA, cinco vezes campeão da Copa Ouro e maior artilheiro da história do torneio, com 18 gols.

Em 2013, ele foi eleito o melhor jogador da Copa Ouro, carregando os EUA nas costas para mais um título. Credenciado para mais uma Copa do Mundo (seria a quarta da sua carreira), ele acabou cortado por Jurgen Klinsmann, que alegou que precisava renovar a equipe, que chegou até as oitavas de final, caindo diante da Bélgica.

"London Donovan é uma das mais importantes figuras da história do futebol nos EUA. Sua influência na MLS e nos futebol do país continuará a ser sentida por muitos anos", exaltou Bruce Arena, técnico do Los Angeles Galaxy.

Nesta sexta, contra o San Jose Earthquakes, Donovan deve fazer sua 300.ª partida como titular na MLS - já foram 320 no total. Só nesta temporada foram 17 jogos, com quatro gols e sete assistências. Na quarta, pelo time de estrelas da Liga, marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Bayern de Munique, em amistoso jogado em Portland.