Ruy Cabeção pede 'vergonha na cara' e incita greve

Veterano quer greve nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Ruy Cabeção quer greve nas quatro divisões do futebol brasileiro
Reprodução/Instagram
Ruy Cabeção quer greve nas quatro divisões do futebol brasileiro

O calendário do futebol para 2015 lançado pela CBF gera revolta em alguns jogadores. Por meio de seu Instagram, o veterano Ruy Cabeção postou uma montagem, nesta quarta-feira, com diversas fotos com uma mensagem que exige democracia e CBF e pedindo para que os atletas do futebol brasileiro tomem "vergonha na cara" e convoca greve nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro.

Na mensagem, o lateral critica, sem citar nomes, o presidente da CBF, José Maria Marin, e também Marco Polo Del Nero, que assumirá o comando da entidade em 2015. "Todos os jogadores de futebol que tenham vergonha na cara, das Séries A, B, C, D e os mais de 12.000 mil desempregados, deveriam primeiro fazer uma greve geral e depois pedir a saída desses dois senhores e muitos outros da CBF. Tanto o calendário do futebol de 2014 e o de 2015 feito por eles, foi um f... para a nossa classe. Porque não atende em nada principalmente os 95% dos atletas de futebol amador do Brasil, porque de profissional não tem nada, a começar desses fulanos que dizem cuidar do futebol brasileiro", escreveu.

Além disso, o jogador, que atualmente atua pelo Operário-MT, pede para que os torcedores deixem de torcer pela seleção brasileira. "Sonho todos, todos os dias com a greve geral e agora sonho mais alto ainda, deveríamos boicotar a seleção da CBF, porque a seleção Brasileira é do povo e do país chamado Brasil e não desses dinossauros ditadores", afirmou.

Ruy Cabeção é um dos principais nomes do Bom Senso FC, movimento que surgiu no ano passado e que propõe à CBF um calendário menor para os times maiores e mais campeonatos para não deixar os times pequenos e consequentemente, os jogadores, sem atuar durante parte do ano. Dentre as propostas, a organização cobra a criação de uma Série E, além de uma mudança do padrão dos campeonatos regionais para um formato parecido com o da Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: futebolesporteruy cabecaogrevebom senso fccalendario 2015cbf