Robinho chega ao Santos e quer jogar contra Corinthians

Atacante que acabou de ser apresentado gostaria de já jogar no clássico, mas sabe que precisa melhorar fisicamente

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Robinho é a aposta do Santos para o lugar de Neymar
PIER PAOLO CITO/ASSOCIATED PRESS
Robinho é a aposta do Santos para o lugar de Neymar

Apresentado oficialmente como reforço do Santos nesta quinta-feira, o atacante Robinho esbanjou satisfação ao iniciar a sua terceira passagem pelo clube. E ele espera entrar em campo já no próximo domingo, quando o time vai receber o Corinthians, na Vila Belmiro, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Quero jogar domingo, mas depende do Oswaldo (de Oliveira, técnico do Santos). Tenho que treinar e me dedicar fisicamente para ficar melhor, mas se o Oswaldo precisar de mim, tranquilo", disse Robinho, que volta ao Santos com um currículo invejável diante do Corinthians, com sete vitórias e um empate, incluindo a consagração na decisão do Campeonato Brasileiro de 2002.

Além de convencer o técnico Oswaldo de Oliveira a escalá-lo, Robinho precisa ter o seu contrato de empréstimo de um ano regularizado, para que o seu nome seja incluído no Boletim Informativo Diário (BID). E a diretoria do Santos garante que está trabalhando para que isso aconteça, como explicou o presidente Odílio Rodrigues. "Estamos correndo bastante para isso, tudo foi assinado, o Milan encaminhou a sua parte. Esperamos que o nome entre no BID amanhã, estamos correndo para isso", afirmou.

Questionado se preferia marcar seu primeiro gol diante do Corinthians ou do São Paulo, como aconteceu na sua segunda passagem pelo time, ele lembrou o seu bom retrospecto diante do adversário de domingo. "Com relação ao gol, pergunta difícil, quero ajudar o Santos a ganhar todos os jogos. Dei mais sorte contra o Corinthians", disse. "Agora desejo toda a sorte ao Felipão (no Grêmio), ao Kaká (no São Paulo), espero fazer um golzinho no São Paulo já. Mas desejo toda a sorte a eles", completou.

Empolgado com o seu retorno, Robinho reconheceu que a negociação foi demorada, tanto que o seu nome começou a ser falado no Santos antes mesmo da Copa do Mundo. Evitando comentar os valores envolvidos na negociação, ele festejou o final feliz da novela para os santistas.

"Queria gradecer a confiança da diretoria do Santos, o carinho dos torcedores, estou em casa, em família, com os amigos por perto, é o clube que me projetou para o mundo do futebol. Fico muito feliz, com o esforço da diretoria, sabemos que não foi nada fácil. Não gosto de falar de valores, gosto de jogar futebol. Espero retribuir no campo que o que tenho que fazer", afirmou.

Robinho estreou entre os profissionais do Santos em 2002, em amistoso contra o Corinthians, vencido por 3 a 1. Meses depois, com apenas 18 anos, foi campeão brasileiro. Nos anos seguintes, foi vice-campeão da Libertadores, em 2003, e faturou mais um título nacional em 2004, antes de se transferir em 2005 para o Real Madrid.

Depois, ele voltou ao clube em 2010 e faturou os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em seis meses. Agora, está de volta ao time, cedido por empréstimo de um ano pelo Milan, e espera iniciar novo período de sucesso no clássico de domingo com o Corinthians.

Leia tudo sobre: robinhosantoscorinthiansapresentaçãoclássicooswaldo