Tradição musical revelada em composições próprias

Trio paulistano Revista do Samba apresenta hoje, no CentoeQuatro, seu primeiro disco autoral

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Vitor, Beto e Letícia se inspiram na batida urbana de Noel Rosa
teatro oficina/divulgação
Vitor, Beto e Letícia se inspiram na batida urbana de Noel Rosa

Depois de passar 13 anos da carreira interpretando as principais referências do samba, de Noel Rosa à Martinho da Vila, o veterano trio paulistano Revista do Samba apresenta agora o primeiro disco autoral, “Samba de Revista” (Tratore). O show de lançamento do álbum, que traz à tona composições próprias escritas há mais de dez anos, acontece hoje, a partir das 21h, no café do Espaço CentoeQuatro.

O grupo realizou as gravações entre 2012 e 2013, no Estúdio Outra Margem, em São Paulo. As 14 canções novas chegam ao público após o Revista do Samba rodar o mundo levando o samba de raiz a países como Itália, Alemanha, Suíça, Israel, Marrocos, Coreia do Sul e até Paquistão.

“Sempre compusemos, mas, como surgimos como intérpretes, fazendo releituras, só nos sentimos prontos para gravar composições nossas agora. Além do mais, as viagens deram uma boa bagagem para prepararmos nossas músicas com a nossa identidade”, avalia a vocalista e instrumentista Letícia Coura, mineira nascida em Belo Horizonte, mas radicada em São Paulo há mais de 10 anos.

Ao lado de Beto Bianchi (violão e voz) e Vitor da Trindade (percussão e voz), Letícia escreveu metade das canções do disco, que inclui apenas duas regravações, “Esquenta Bloco Kambinda”, de Seu Maninho da Cuíca, e “A Cuíca do Maninho”, de Osvaldinho da Cuíca. “São duas das nossas principais referências e soam como uma bênção ao disco”, atesta a compositora.

A produção do álbum ficou por conta de Paulo Lepetit, baixista, arranjador e produtor da Caixa Preta de Itamar Assumpção, que também trabalhou com nomes como Elza Soares, Zeca Baleiro, Chico César e Tetê Espíndola. “O Paulo teve a função de aproximar nosso som principalmente da batida urbana do Noel Rosa. É um samba contemporâneo, com som limpo e claro”, completa Letícia Coura.

Em um formato intimista, o trio leva cavaquinho, violão e percussão ao palco, para apresentar composições novas como a moderna “Garotas Apimentadas”, que cita na letra as Spice Girls e a mistura de funk com baião, além das românticas “Tudo” e “Mesmo Refrão”, parcerias pop e românticas de Vitor Trindade com Márcia David.

Agenda

O que. Revista do Samba lança disco “Samba do Revista”

Onde. Café do CentoeQuatro (praça Ruy Barbosa, 104, centro)

Quando. Hoje, às 21h

Quanto. Entrada franca, com consumação mínima de R$ 20

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave