Após década de ouro, construção civil desacelera em MG

Crescimento de 0,5% no ano passado pode se repetir neste ano

iG Minas Gerais | da redação |

Bons tempos. O PIB do setor da construção teve média de 4,97% de crescimento na década passada
O TEMPO
Bons tempos. O PIB do setor da construção teve média de 4,97% de crescimento na década passada

Os últimos dois anos não foram bons para a construção civil mineira, que não prevê melhora em 2014. O setor avançou 62,39% na última década, mas o crescimento em 2013, de 0,5%, ficou bem abaixo da média anual do período, de 4,97%.

“O mercado vinha aquecido, mas, com inflação e juros em alta, houve perda geral de confiança. Os investidores ficaram com medo de investir, e as pessoas, de adquirir”, diz o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e presidente da Câmara da Indústria da Construção (CIC/ Fiemg), Teodomiro Diniz Camargos.

Por isso, o setor pede que os próximos governantes criem políticas de longo prazo que resgatem, principalmente, a confiança. “Todos temos interesse de investir, mas só com o resgate da confiança serão retomadas condições de investimento”, afirma o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Luiz Fernando Pires.

As reivindicações foram feitas ontem na abertura da 11ª edição do Minascon/ Construir Minas – Feira Internacional da Construção, evento que vai até o próximo sábado, no Expominas, que deve gerar R$ 120 milhões em negócios e receber 40 mil visitantes.

Neste ano, o ritmo desacelerado já reflete no mercado. Até junho, o número de vagas geradas no setor de construção civil no Estado foi 45,55% menor do que o registrado no mesmo período de 2013. As vendas de apartamentos novos também caíram em Belo Horizonte, onde 1.074 unidades foram comercializadas de janeiro a maio deste ano, em comparação com as 1.216 dos cinco primeiros meses do ano passado.

O crescimento do setor em Minas Gerais neste ano deve acompanhar o nacional que, segundo estimativa da Fundação Getulio Vargas (FGV), deve ser de 1,8%. “A expectativa é baixa. Existe um volume de obras em andamento e projetos de concessão que aumentam a crença de, pelo menos, estabilidade”, diz Camargos. (Com agência)

Números

1,6% foi o crescimento do setor de construção civil no Brasil em 2013

0,5% foi o crescimento do setor de construção civil em Minas Gerais em 2013

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave