Produção de veículo cai 20,5%, mas venda tem impulso

Todas comparações estão ruins, mas estoque começa a cair

iG Minas Gerais |

De olho. Foram produzidas 252,6 mil unidades, considerado pior resultado para o mês desde 2006
ALEX SILVA/ESTADão conteúdo - 5.2.2010
De olho. Foram produzidas 252,6 mil unidades, considerado pior resultado para o mês desde 2006

SÃO PAULO. O setor automotivo está tendo um ano ruim. A produção de carros, caminhões e ônibus no Brasil recuou 20,5% em julho deste ano em comparação com o mesmo mês de 2013, segundo dados divulgados ontem pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Foram produzidas 252,6 mil unidades – que é considerado o pior resultado para o mês desde 2006, quando foram feitas 202,9 mil unidades. Em julho de 2013, a indústria montou 317,9 mil veículos.

Porém, o início do segundo semestre mostrou uma melhora para o setor automotivo, segundo o presidente da Anfavea, Luiz Moan. A média de licenciamentos diários em julho cresceu 6,4% na comparação com a média dos seis primeiros meses de 2014, enquanto as exportações subiram 20,7%.

No mês passado, as montadoras conseguiram reduzir os estoques de 45 dias para 39 dias de vendas, fechando o mês com 382,6 mil unidades nos pátios. “Ainda é um número inadequado para o nosso setor”, ressaltou Moan. Por causa do estoque alto, a produção segue defasada em 3,2% frente a média do primeiro semestre de 2013.

Junho. Em relação a junho – que alcançou 215,9 mil veículos –, o país produziu 17% unidades a mais. Mesmo com a retomada, o acumulado nos primeiros sete meses do ano apresenta uma queda de 17,4%. Foram 1,82 milhão de unidades frente ao mesmo período do ano passado – que atingiu 2,2 milhões de veículos produzidos no Brasil.

Para o presidente da Anfavea, o baque no setor decorre de um “pessimismo exagerado” do consumidor.

“O que tivemos foi uma queda grande e não esperada dos indicadores de confiança no mercado, que provocou quase um efeito dominó nos demais indicadores, gerando uma insegurança muito grande. A partir de março, houve um clima de pessimismo exagerado, uma quebra de confiança do consumidor, aliada à seletividade maior do crédito”, explicou ele.

Exportações

Valor. As exportações do setor automotivo brasileiro somaram US$ 1,023 bilhão em julho – uma alta de 19,7% na comparação com junho e recuo de 32,2% frente a julho de 2013.

Números/2014

252,6 mil é o número de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus produzidos em julho

179.6 mil é o número só de automóveis produzidos pelas montadoras em julho

12,3 mil é o número de caminhões fabricados no mesmo mês

294.7 mil é o número de unidades vendidas no país em julho

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave