San Lorenzo e Nacional empatam no 1º jogo da final da Libertadores

Equipe paraguaia chegou à igualdade dentro de seus domínios aos 48 minutos do segundo tempo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O San Lorenzo sustentou o status de favorito por 29 minutos na etapa final do primeiro jogo da decisão da Copa Libertadores, na noite desta quarta-feira. Mas o Nacional mostrou que não chegou à inédita final por acaso. E buscou o empate em 1 a 1 aos 48 minutos do segundo tempo, diante de sua torcida, em Assunção.

O gol nos acréscimos manteve o clima de indefinição na inesperada final da Libertadores. E o San Lorenzo terá a chance de decidir o título em casa, em Buenos Aires, na próxima quarta-feira. As duas equipes nunca conquistaram o título e chegaram à final de forma surpreendente após fracas campanhas na fase de grupos. Eles avançaram às oitavas de final como o 16º e o 15º colocados na fase anterior.

Apesar de contar com boas defesas, San Lorenzo e Nacional fizeram uma boa partida nesta quarta, com lances ofensivos de destaque e chances de gol, principalmente no segundo tempo. A etapa inicial foi marcada pela forte pegada na marcação. Mesmo jogando em casa, o time paraguaio jogava na retranca, à espera do contra-ataque.

Com espaço, o San Lorenzo teve maior presença no ataque e criou o melhor lance da etapa. Aos 30 minutos, Emanuel Más bateu cruzado e acertou trave. O time argentino mostrava melhor toque de bola e ensaiava boas jogadas, que dariam resultado depois do intervalo.

Na segunda etapa, o Nacional passou a buscar mais o jogo e deu brechas na defesa. Em uma delas, o San Lorenzo trocou muitos passes na intermediária até cruzamento para Matos pegar de primeira dentro da área. A bola morreu no fundo das redes, aos 19 minutos.

Em desvantagem, o Nacional foi ainda mais para o ataque, mas tinha dificuldade para penetrar na sólida defesa argentina. Mesmo sem criar chances mais agudas, o time da casa seguia tentando encontrar um espaço. E a insistência deu resultado nos acréscimos. Aos 48, lançamento encontrou Julio Santa Cruz, irmão mais novo de Roque Santa Cruz, que bateu no gol e cravou o empate.

Leia tudo sobre: nacional-prsan lorenzocopa libertadoreslibertadores