Seis pessoas são presas por clonar cartões na RMBH

Dos acusados, dois possuem antecedentes criminais e um deles estava em liberdade condicional

iG Minas Gerais | ENNIO RODRIGUES |

A Polícia Civil apresentou o resultado da operação “Devassa” na tarde desta quarta-feira (6), em que foram presos seis acusados de compor uma quadrilha de clonagem de cartões. De acordo com a polícia, eles usavam como escritório uma casa alugada no bairro Paquetá, região da Pampulha, em Belo Horizonte. As investigações duraram cerca de um mês.

Com o grupo, foram apreendidas centenas de cartões clonados, três veículos de procedência suspeita, além do banco de dados de prováveis vítimas e do maquinário que era usado para a confecção dos cartões adulterados.  Usando banco de dados adquirido de empresas de cobrança,. eles conseguiam fabricar os cartões falsificados e usavam as maquinetas alteradas para realizar as transações criminosas.

Os seis responderão pelos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Eles foram presos em flagrante na tarde desta terça-feira (5).  Daniel Lopes da Silva, um dos acusados que possui 51 anos, estava usando tornozeleira eletrônica no momento da prisão, indicando que cumpre prisão em regime condicional. Ele possui antecedente por tráfico de drogas.

Leia tudo sobre: CLONAGEM DE CARTÕESESTELIONATOPAQUETÁ