Galo promete partir pra cima da Chapecoense, mesmo fora de casa

Meia-atacante Maicosuel diz que o Atlético precisa assumir em Chapecó a mesma postura mostrada no Horto para alcançar o triunfo

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Se dependesse do técnico Levir Culpi, Ronaldinho só estaria em campo após melhorar a sua forma física
Atlético/Divulgação
Se dependesse do técnico Levir Culpi, Ronaldinho só estaria em campo após melhorar a sua forma física

A Chapecoense está embalada pela vitória sobre o Flamengo, joga em casa, na Arena Condá, e quer colocar seis pontos de vantagem sobre o time que abre a zona de rebaixamento do Brasileiro, o Coritiba, que tem 11 pontos. Mas o Atlético não quer saber de ficar recuado contra os catarinenses.

O Galo promete partir pra cima do time de Chapecó para alcançar a vitória e não ficar dependente apenas dos contra-ataques. As pretensões do alvinegro são maiores. Em 11º lugar, com 18 pontos, a equipe mineira busca uma vitória para chegar à quinta colocação, na cola do G-4.

“Temos que impor nosso ritmo. Esse é o jeito que jogamos. A equipe deles vai tentar se fechar. Precisamos trabalhar a bola da mesma forma que fazemos em casa. A gente tem que ganhar, pois temos o objetivo de ser campeão. E quem quer ser campeão tem que vencer dentro e fora de casa”, afirmou o meia-atacante Maicosuel.

Segundo o armador, o Atlético está pronto para todas as adversidades. “A gente vai procurar manter nosso ritmo. A gente sempre assiste os vídeos dos times adversários para observar seus pontos positivos e negativos. Nosso elenco é muito bom. Temos que manter o ritmo e impor isso nas partidas”, disse o Mago.

O Atlético encara a Chapecoense logo mais, às 21h, na Arena Condá, em jogo adiado da décima rodada do Brasileirão.

Leia tudo sobre: AtleticoGaloMaicosuel