Quadrilha do tráfico é apresentada

As nove prisões foram feitas entre a última sexta-feira e anteontem

iG Minas Gerais | José Augusto |

Grupo familiar é suspeito de comandar tráfico no PTB
João Lêus
Grupo familiar é suspeito de comandar tráfico no PTB

A Polícia Civil de Betim, na região metropolitana, apresentou ontem nove pessoas suspeitas de pertencer a uma quadrilha que agia na venda de drogas na região do PTB. As prisões foram feitas entre a última sexta-feira e anteontem. Quatro integrantes pertenciam à mesma família.

De acordo com o responsável pela 2ª Delegacia de Polícia de Betim, Roberto Veran, foram 11 meses de investigação. “Por meio de monitoramente e da atuação de cerca de 40 investigadores, conseguimos prender essas pessoas”, disse o delegado. “O líder do grupo, Cristiano Campos, 34, que estava em prisão domiciliar, colocava menores para vender drogas e, quando um desses era apreendido ou morto, ele o substituía”, completou.

Ainda segundo o delegado, Campos passou a atuar como líder do tráfico após a morte do traficante Francisco Barreto, o Chiquinho, em 2009. Junto com Santos, foram presos a sua companheira, Viviane Santos, a mãe dela, Edina Santos, e um irmão dela, Carlos dos Santos. “A movimentação financeira era toda feita em nome de Viviane, que atuava como gerente do esquema”, afirmou Veran.

Além deles, também foram presos Edson da Silva, Diara de Oliveira, Iuri Nunes, Luana Elisa e Jarbas Chaves.

Com o grupo, a polícia apreendeu quatro carros, quatro relógios de luxo, avaliados em mais de R$ 7 mil, duas motos, dois televisores, um retroprojetor, um barco motorizado, um quadriciclo e mais de R$ 4.000 em dinheiro. Todos os detidos negam participação no crime. A polícia informou que as investigações vão continuar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave