De olho no Tigre, Cruzeiro intensifica treino de finalizações

Oportunidades desperdiçadas no duelo com o Botafogo, principalmente no segundo tempo, deixaram comissão técnica celeste preocupada

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

As muitas oportunidades perdidas pelo Cruzeiro no jogo contra o Botafogo, principalmente no segundo tempo, fizeram a comissão técnica intensificar os treinos de finalização, na tarde desta quarta-feira, na Toca da Raposa II.

O técnico Marcelo Oliveira sempre destaca que gosta de trabalhar, na semana seguinte, as dificuldades que a equipe apresentou no jogo anterior. Sem jogos no meio das duas últimas semanas, o treinador tem aproveitado para calibrar a pontaria da equipe.

“É importante. A gente tem poucas semanas abertas (sem jogos). Na semana passada nós já treinamos finalização e nesta semana treinamos novamente. Temos que aproveitar esses períodos de treino para aprimorar”, declarou o meia-atacante Everton Ribeiro.

Pela dificuldade do Campeonato Brasileiro, o meia ressaltou a importância de não se desperdiçar chances no campo do adversário para matar o jogo. “São jogos mais difíceis. Quando temos a chance, temos que colocar pra dentro. Temos que aprimorar a cada jogo para mantermos a nossa média (de gols), que não está ruim, mas sabemos que pode melhorar”, afirmou o jogador.

O zagueiro Dedé também destacou a relevância dos treinos de bola aérea, uma vez que o Heriberto Hulse é um campo que favorece este tipo de jogada. “Treinar cabeceio está dando resultado nos jogos. Sempre damos três, quatro cabeçadas no gol. A gente trabalha a toda semana e isso fortalece muito. Sabemos que o campo lá (em Criciúma) é um pouco menor e as chances de ter jogadas aéreas é muito grande. Nesta semana tivemos tempo pra trabalhar e nosso treinador gosta sempre de aprimorar”, disse o defensor.

Após treinar finalizações, os jogadores da Raposa participaram de um treino técnico em campo reduzido, com o intuito de melhorar o passe, a marcação e a velocidade na transição entre defesa e ataque. No fim da atividade, alguns atletas treinaram cobranças de pênaltis.

A maior parte dos jogadores considerados reservas, que participaram do jogo-treino contra o Valério, nessa terça-feira,  fizeram apenas trabalhos na academia do CT celeste.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposatreinamentofinalizaçãochutes