Em São Paulo, Brasil treina e espera muita torcida no fim de semana

Atletas da seleção feminina estiveram no Ibirapuera, palco da próxima partida do Grand Prix, contra a Coreia, e querem casa cheia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Seleção brasileira fez primeira atividade em São Paulo, no ginásio do Ibirapuera, nesta quarta
Alexandre Arruda/CBV
Seleção brasileira fez primeira atividade em São Paulo, no ginásio do Ibirapuera, nesta quarta

Em solo brasileiro desde o início da semana para a próxima fase do Grand Prix, a seleção feminina fez o primeiro treino no ginásio do Ibirapuera nesta quarta. No local, o Brasil receberá a Coreia do Sul nesta sexta-feira, às 14h45, e não vê a hora de estrear diante de sua torcida.

Se no início os três primeiros jogos aconteceram em Sassari, na Itália, a próxima trinca de partidas será toda realizada na capital paulista. Em busca do décimo título na competição, as atletas já estão cientes da dificuldade que irão enfrentar.

“A expectativa para voltar a jogar pela seleção diante da nossa torcida é enorme, Já está me dando um “friozinho” na barriga, mas é uma sensação gostosa, que já venho sentindo desde a semana passada, e acho que vai continuar por um tempo ainda. Espero que tenhamos muito apoio dos torcedores, pois a etapa passada foi muito difícil e essa será ainda mais”, disse a ponteira Jaque, que comemorou bastante a volta para casa.

Apesar da invencibilidade e de aparecer em destaques nos rankings das melhores atletas, as jogadoras preferem adotar um tom de cautela e pedem que torcida dê muita força nos confrontos.

“No Grand Prix não existe jogo fácil, mas essa etapa em São Paulo será particularmente muito difícil. Temos adversários fortes e não podemos bobear em nenhum momento. No ano passado, jogamos em Campinas e, esse ano, aqui no Ibirapuera, teremos um público ainda maior. É muito importante este apoio da torcida, dos nossos familiares e amigos. Naquele momento mais complicado, nós sabemos que, ao olhar ao redor, teremos muita gente para nos dar força”, afirmou Fernanda Garay, maior pontuadora da seleção brasileira até o momento.

Até esta quarta, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) afirmou que dois jogos já estavam com os ingressos esgotados