Suárez será ouvido na sexta e CAS prevê solução rápida

Corte Arbitral planeja definir situação nos próximos dias. Acordo entre os envolvidos deve agilizar processo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Suárez foi o autor do gol uruguaio na derrota para a Espanha, em Recife
Divulgação / Fifa
Suárez foi o autor do gol uruguaio na derrota para a Espanha, em Recife

O atacante Luis Suárez deve descobrir na próxima semana se teve êxito na apelação apresentada à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) contra a suspensão de quatro meses importa pela Fifa por morder um adversário durante partida da Copa do Mundo entre as seleções do Uruguai e da Itália.  A CAS confirmou que Suárez será ouvido nesta sexta-feira, em uma audiência fechada em Lausanne, e explicou que uma decisão "provavelmente será tomada em alguns dias". E isso deve acontecer porque as partes envolvidas no caso chegaram a um acordo para acelerar o processo.  Além da punição de quatro meses, a Fifa também suspendeu Suárez por nove jogos da seleção uruguaia, o que o deve deixar de fora da Copa América do próximo ano. Diante dessa dura pena, a Associação Uruguaia de Futebol e o Barcelona, que adquiriu o atacante junto ao Liverpool após a Copa do Mundo, recorreram à CAS da suspensão do jogador.  O Barcelona vai estrear na próxima edição do Campeonato Espanhol no dia 24 de agosto diante do Elche. Se o tribunal decidir pela manutenção da pena imposta pela Fifa, Suárez ficará afastado dos gramados até 25 de outubro, exatamente no fim de semana em que será o disputado o primeiro clássico da temporada entre o time catalão e o Real Madrid.  Durante a vitória do Uruguai por 1 a 0 sobre a Itália, pela fase de grupos da última Copa do Mundo, Suárez mordeu o ombro de Giorgio Chiellini, em ação que não foi vista pela arbitragem. Punido posteriormente pela Fifa, o atacante agora está próximo de saber quando poderá voltar aos gramados.