AFA confirma Martino como favorito a substituir Sabella

Luis Segura, presidente da entidade, confirmou que se reunirá com o treinador na próxima quinta-feira

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Tata Martino será o sucessor de Tito Villanova no comando do Barcelona
MUNDO DEPORTIVO/REPRODUÇÃO
Tata Martino será o sucessor de Tito Villanova no comando do Barcelona

Embora a saída de Alejandro Sabella ainda não tenha sido oficializada, o novo presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Luis Segura, confirmou que Gerardo Martino é o favorito a substituir o técnico no comando da seleção do país. Dirigentes da entidade se reunirão nesta quinta-feira com o ex-técnico do Barcelona para convencê-lo a assumir o cargo, confirmou o mandatário. "Se está dentro do alcance, a ideia é fechar o quanto antes com Martino. É um técnico que tem um alto consenso (entre os torcedores)", afirmou Segura, na noite de quarta-feira, quando teve a sua continuidade na presidência da AFA oficialmente aprovada em reunião do comitê executivo do organismo. Ele foi assegurado no cargo até outubro de 2015, em substituição a Julio Grondona, que morreu na semana passada após 35 anos à frente do futebol argentino. A ideia de procurar Martino após a disputa da Copa de 2014, na qual a Argentina foi vice-campeã, foi uma "decisão que havia sido tomado em vida por Grondona", revelou Segura. Essa é a primeira vez que um dirigente da AFA confirma o que há algumas semanas era considerado ainda um segredo: que Sabella, de fato, não seguirá no cargo e que o candidato número 1 a substituí-lo é Martino. Prestes a assumir o posto, ele também viveu passagem de sucesso pelo comando da seleção paraguaia, tendo garantido o país vizinho no Mundial e conquistado o vice-campeonato da Copa América. Sabella, que ainda não confirmou oficialmente a sua saída da seleção nacional, tinha previsto para quarta-feira passada uma entrevista coletiva para falar sobre a sua situação na seleção. Porém, o encontro com os jornalistas foi cancelado por causa da morte de Grondona, de 82 anos de idade, que aconteceu no mesmo dia, quando não resistiu a problemas cardíacos. Segura ainda disse que a AFA quer acertar o quanto antes a contratação de Martino também pelo fato de que a Argentina terá um amistoso diante da Alemanha, sua algoz na final do Mundial realizado no Brasil, no próximo dia 3 de setembro, em Dusseldorf. "Não há plano B", revelou também o dirigente ao ser questionado sobre a possibilidade de Martino recusar a proposta feita a ele para o cargo. Em caso de recusa, Edgardo Bauza, hoje técnico do San Lorenzo, finalista da Libertadores de 2014, seria o favorito para o cargo.

Leia tudo sobre: Tata MartinoAFAArgentinaseleçãosubstitutofuteboltreinadortécnico