'Faltou sorte para ganhar do Brasil', diz chileno Bravo

Goleiro chileno lamentou empate por 1 a 1, no Mineirão, e derrota nos pênaltis, pelas oitavas de final da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Capitão do Chile no Brasil e na África do Sul, Claudio Bravo está otimista com a vitória de sua seleção
Joao Godinho/O Tempo
Capitão do Chile no Brasil e na África do Sul, Claudio Bravo está otimista com a vitória de sua seleção

Claudio Bravo, o goleiro titular do Chile na Copa do Mundo de 2014, ainda não acredita como sua seleção deixou escapar a vitória contra o Brasil nas oitavas de final da competição, em confronto realizado no Mineirão, em Belo Horizonte.  "A sensação que tínhamos era de que poderíamos ter vencido aquele jogo contra o Brasil. O que faltou foi sorte. Por isso o grande sentimento de tristeza", declarou o jogador, em Genebra, ao responder perguntas da reportagem. Bravo, depois do Mundial, foi contratado pelo Barcelona e nesta quarta-feira joga na Suíça um amistoso diante do Napoli.  O jogo entre Brasil e Chile terminou empatado por 1 a 1 e, nos pênaltis, a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari se classificou para a fase seguinte da Copa. Nos últimos minutos do segundo tempo da prorrogação, o Chile ainda acertou o travessão do Brasil, no que poderia ter sido um gol histórico.  "A sensação de tristeza era muito grande. A sensação que ainda tenho é de que poderíamos ter vencido aquele jogo", completou Bravo, que espera agora conseguir se firmar como goleiro titular do Barcelona.

Leia tudo sobre: Bravogoleirochileseleção chilenabarcelonaCopa do MundosorteMineirão