Termelétricas dão rombo de R$ 327 mi

Ele se refere à energia adquirida a preços mais elevados que o normal devido aos problemas causados pela falta de chuvas que reduziu a produção de energia hidrelétrica

iG Minas Gerais |

São Paulo. As distribuidoras de energia elétrica vão ter que pagar esta semana cerca de R$ 327 milhões às geradoras pela energia comprada delas em junho. A decisão que ratifica os valores e fixa a data do pagamento foi tomada pela Aneel nesta terça. Havia um pedido das distribuidoras de adiamento do prazo do pagamento, já que cerca de R$ 150 milhões desse custo não estavam previstos.

 

Ele se refere à energia adquirida a preços mais elevados que o normal devido aos problemas causados pela falta de chuvas que reduziu a produção de energia hidrelétrica. Com a baixa produção de energia gerada das águas, as empresas têm que pagar por energia gerada por outros meios, como gás e carvão, das termelétricas, que são mais caros. O pagamento das distribuidora pela chamada exposição involuntária referente ao mês de maio já foi adiado duas vezes. A dívida é de R$ 1,3 bilhão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave