Falta de quórum marca volta de recesso

Já no plenário, foram recebidas seis mensagens do governador com vetos a proposições de lei, que deverão agora ser encaminhadas às comissões para apreciação

iG Minas Gerais | Da redação |

A volta das reuniões ordinárias da Assembleia Legislativa de Minas Gerais após o recesso parlamentar foi marcada pelo cancelamento de nove das dez reuniões de comissões previstas na ordem do dia nesta terça.

Entre os projetos que deixaram de ser votados, está a Proposta de Emenda à Constituição 68, de 2014, que permite a privatização de empresas de economia mista, como a Gasmig.

Já no plenário, foram recebidas seis mensagens do governador com vetos a proposições de lei, que deverão agora ser encaminhadas às comissões para apreciação.

Em Brasília, a Comissão Mista de Orçamento da Câmara Federal recebeu o relatório preliminar ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2015, mas deixou de votar o projeto que abre crédito especial de R$ 50,9 milhões em favor da Justiça Eleitoral e dos Ministérios das Minas e Energia e dos Transportes.

Além disso, foi aprovado também o reajuste para policiais federais e peritos agrários, que ficaram de fora do aumento parcelado de 15,8% dado pelo governo aos servidores públicos nos anos de 2013, 2014 e 2015.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave