SUS pagará faculdades por tratamento odontológico

Programa federal vai ampliar atendimento gratuito

iG Minas Gerais | patrícia medeiros |

Atendimento odontológico pelo SUS será ampliado nas universidades
Moisés Silva
Atendimento odontológico pelo SUS será ampliado nas universidades

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, anunciou nesta terça a criação de uma portaria que libera estudantes de odontologia a atenderem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), resultado de parceria entre as pastas da Saúde e Educação, denominada GraduaCEO.

Em Belo Horizonte, estudantes de odontologia da PUC-Minas, da UFMG e da Newton Paiva já atendem a pacientes encaminhados pelo por iniciativa própria, mas, a partir de agora, o serviço será remunerado pelo governo federal de acordo com o número de procedimentos realizados. As três universidades mineiras informaram que pretendem aderir ao programa.

O presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais, Luciano Eloi Santos, diz que a sociedade só tem a ganhar com o serviço. “A clínica será coordenada por professores. Os alunos farão procedimentos de média complexidade, tudo supervisionado por um professor”. Ainda de acordo com Santos, esse convênio possibilitará aos alunos aprenderem as demandas e fluxos do SUS.

Inicialmente, 15 universidades vão aderir, entre elas a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A adesão deve ser feita até o final de 2014.Com a inserção das novas faculdades, 40 mil novos procedimentos devem ser feitos anualmente em todo Brasil. Atualmente, segundo dados do Ministério da Saúde, existem 23.619 equipes de Saúde Bucal e 1018 Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e 1.465 laboratórios de próteses dentárias.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave